Nesta sexta-feira, 20, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu que poderá tomar providências a partir de pedidos feitos por apoiadores nas manifestações marcadas para 7 de setembro.

Bolsonaro ainda confirmou que participará de pelo menos duas manifestações que ocorrerão no Brasil, sendo elas em Brasília, pela manhã, e outra, em São Paulo, à tarde. 

Segundo o mandatário, ele pretende discursar para apoiadores, mas alegou que “não serão palavras de ameaça a ninguém”. O chefe do Executivo apontou ainda que o comparecimento às ruas por parte dos bolsonaristas será uma “fotografia” para o mundo e emendou que só pode agir “caso a população assim deseje”.

– Teremos uma fotografia para o mundo no dia 7 do que vocês querem. Eu só posso fazer alguma coisa se vocês assim o desejarem – afirmou Bolsonaro a apoiadores na porta do Palácio da Alvorada, sem especificar quais demandas estaria disposto a atender.

Com o desfile cívico-militar de 7 de setembro cancelado, Bolsonaro repetiu nesta sexta que estará nas manifestações e confirmou que fará um discurso.

“Dia 7, neste horário, vamos hasteá-la (bandeira do Brasil) aqui numa cerimônia militar, às 8h. Às 10h, estamos aqui na Esplanada, pretendo usar a palavra. Não é uma palavra de ameaça a ninguém. Estaremos em São Paulo fazendo a mesma coisa. Podem ter certeza: vamos ter uma fotografia para o mundo do que vocês querem. Eu só posso fazer alguma coisa se vocês assim o desejarem”, disse a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Deixe sua opinião