Oposição Critica Escola de Samba Vai-Vai por Retratar Policiais como Demônios

Escola de Samba Vai-Vai Criticada por Retratar Policiais como Demônios

48
Oposição critica Vai-Vai por retratar policiais como demônios
Oposição critica Vai-Vai por retratar policiais como demônios

Parlamentares de direita que fazem parte da Comissão de Segurança Pública criticaram o desfile da escola de samba Vai-Vai, que ocorreu na segunda-feira, 12. Eles expressaram descontentamento com a representação dos policiais como demônios durante o desfile.

O deputado federal Sargento Portugal (Podemos-RJ) lamentou a desvalorização e humilhação diária da polícia na sociedade. Ele criticou a escola de samba por não retratar os agentes de segurança pública como heróis.

A Vai-Vai, que foi apontada pela Polícia Civil como um reduto do Primeiro Comando da Capital (PCC), realizou seu desfile em São Paulo no sábado e retratou os agentes da Tropa de Choque da Polícia Militar (PM) como demônios. O ministro dos Direitos Humanos e Cidadania do governo Lula, Silvio Almeida, participou do desfile.

O deputado Coronel Telhada (PP-SP) disse que o desfile da Vai-Vai representou uma “inversão de valores”. Ele defendeu a Polícia Militar, que desempenha um papel importante na sociedade, proporcionando segurança e, muitas vezes, deixando suas famílias para servir e proteger os outros.

O deputado federal Sargento Gonçalves (PL), do Rio Grande do Norte, expressou seu desejo de que a escola de samba seja rebaixada. Ele argumentou que não há justificativa para tal desrespeito aos policiais, que trabalham arduamente todos os dias, em condições precárias, para proteger aqueles que nem conhecem.

Em dezembro do ano passado, uma investigação da Polícia Civil revelou que a Vai-Vai se tornou um reduto do PCC, a maior organização criminosa do mundo em termos de movimentação financeira. A Vai-Vai é uma das escolas de samba mais tradicionais de São Paulo, vencedora de 15 títulos do Carnaval paulistano, e é alvo de um processo de lavagem de dinheiro que corre em segredo de Justiça.

Durante a concentração para o desfile da Vai-Vai, no Sambódromo do Anhembi, na capital paulista, o ministro Silvio Almeida disse que sua participação no Carnaval “valoriza o governo” e que se sentia “muito honrado”.

Deixe sua opinião