Marcelo Crivella é preso em operação ‘QG da Propina’

Prefeito Marcelo Crivella, foi preso na manhã desta terça-feira em operação que investiga proprina na prefeitura do Rio de Janeiro.

0
205

O Prefeito Municipal do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) foi preso na manhã desta terça-feira (22) no Rio de Janeiro em uma ação da polícia e do Ministério Público do Rio (MP-RJ).

Ação esta denominada como Operação Hades, que investiga um suposto esquema conhecido como ‘QG da Propina’, na prefeitura do estado carioca. 

No momento, o líder da prefeitura está sendo encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde passará por perícia criminal.

Além de Crivella, o empresário Rafael Alves e o delegado Fernando Moraes também foram presos.

O ex-senador Eduardo Lopes (Republicano) também era procurado pela polícia, mas não foi encontrado em sua residência pessoal.  Lopes herdou a cadeira no Senado de Crivella e foi secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do governo Wilson Witzel.

As investigações apontam que organizações empresariais que faziam questão de fechar contratos ou tinham dinheiro para arrecadar no bairro entregavam cheques ao gerente financeiro, irmão de Marcelo Alves, então líder da Riotur. Consequentemente, Rafael encorajaria a assinatura de contratos e o pagamento de dívidas.

Uma das buscas acontece no Porto do Frade, em Angra dos Reis, na zona sul do Rio de Janeiro, com objetivo de apreender uma lancha do empresário.

Esta investigação foi baseada na delegação do doleiro Sérgio Mizrahy, capturado e preso pela operação Câmbio, Desligo, em 2019. Conforme indicado por ele, haveria um “QG da Propina” funcionando dentro da Riotu, tendo como gerente financeiro Rafael Alves como  administrador do suposto plano.

O então prefeito Marcelo Crivella, atua como um importante bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, e um desafeto da Rede Globo no Rio de Janeiro.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui