Mais de 300 presos são batizados na penitenciaria e grupo ateu se manifesta

Delegacia celebra batismo e mudança de vida de mais de 300 presos e grupo ateu se manifesta contra a evangelização de encarcerados.

280
Preso sendo batizado dentro da penitenciaria.
Preso sendo batizado dentro da penitenciaria.

O departamento do xerife de Indiana celebrou recentemente o ano novo comemorando o batismo de cerca de 40 homens e mulheres encarcerados.

O Gabinete do Xerife do Condado de Decatur gerou milhares de curtidas e compartilhamentos no mês passado no Facebook depois de anunciar os batismos e compartilhar fotos de prisioneiros entregando suas vidas ao Senhor.

Que ótima maneira de celebrar o Natal e o Ano Novo!” estava escrito na legenda da postagem. “O capelão do DCDC, Dave Burnett, junto com os membros do REC, batizaram quase 40 homens e mulheres após uma confissão pessoal e pública de Jesus Cristo em suas vidas.”

E isso não é tudo. O Gabinete do Xerife do Condado de Decatur concluiu a declaração observando que esta não é a primeira vez que os detentos detidos tomam decisões semelhantes.

“Nos últimos quatro anos, quase 300 homens e mulheres entregaram suas vidas a Jesus Cristo enquanto estavam encarcerados no Centro de Detenção do Condado de Decatur”, dizia o post . “Toda a glória a DEUS!”

O Daily News informou que houve 59 batismos, com essas ações tomadas como parte de um esforço para prevenir a reincidência. Os internos que participaram “cada um se comprometeu a mudar seus corações”.

O xerife aposentado Dave Durant disse acreditar que mudar o coração é fundamental para impedir a reincidência e ajudar a mudar vidas.

Se você pode mudar o coração durante essa jornada, tudo seguirá o exemplo”, disse Durant ao The Daily News em 2019. “Seja o álcool, as drogas ou a pobreza que estão criando o ciclo, só temos que mudar seus corações para parar o processo.”

A mensagem e as fotos do batismo receberam uma ampla gama de respostas. Enquanto alguns ofereciam mensagens encorajadoras, outros criticavam os batismos e afirmavam que os presos eram um público “cativo” sendo manipulado para tomar essas decisões baseadas na fé.

“Epítome de um público cativo”, escreveu uma pessoa . Outro acrescentou : “Tirar vantagem das pessoas em seu nível mais baixo. Clássico.”

E outros pareciam levantar preocupações sobre a “separação entre igreja e estado”.

Mas muitos foram encorajados e elogiados no momento, repelindo os escarnecedores e aqueles que faziam declarações negativas.

Para aqueles que estão adicionando o emoji rindo, por que estão julgando? Todo pecado pesa no mesmo. Não há pecado MAIOR do que outro”, escreveu uma mulher chamada Janinne. “Não é uma piada para rir; esses indivíduos perceberam o que fizeram, eles vieram ao Senhor e confessaram o que fizeram e Jesus os aceitou”.

Outros refletiram esse sentimento, observando que o novo relacionamento dos presos com Cristo significaria um “novo começo” em suas vidas.

Que maravilha e louvor a Deus que cada um deles terá um novo começo em suas vidas pessoais”, escreveu um usuário do Facebook .

Grupo ateísta se manifesta contra evangelização de presos

Deve-se notar que os batismos do Gabinete do Xerife do Condado de Decatur chamaram a atenção de ativistas ateus da Freedom From Religion Foundation (FFRF). A organização divulgou um comunicado no verão passado condenando a prática e exigindo que as autoridades a interrompam.

O departamento do xerife de Indiana deve parar imediatamente de organizar eventos cristãos, incluindo batismos, dentro de seu centro de detenção”, insiste a Freedom From Religion Foundation”, dizia a declaração de julho, em parte. “O Departamento do Xerife do Condado de Decatur deve parar de endossar e promover o cristianismo de forma tão descarada.”

O FFRF enviou outra carta em 13 de janeiro de 2023, instando Durant a cessar “múltiplas violações constitucionais”. Ateus acusam o gabinete do xerife de estar promovendo o cristianismo nos presidiários.

“Para evitar mais preocupações com a Cláusula de Estabelecimento e proteger os direitos de seus presidiários e do público em geral, o Departamento do Xerife do Condado de Decatur deve abster-se de promover a religião nas mídias sociais e interromper sua coordenação de programas e eventos religiosos”, diz a carta .

Independentemente do debate, ore pelos homens e mulheres encarcerados que tomaram decisões ousadas por Cristo.

Deixe sua opinião