6 maneiras de reacender a chama em seu casamento

Felizmente, há várias reparações práticas que você pode fazer para reacender a chama do seu casamento. Aqui estão seis deles.

Como qualquer outra noiva ansiosa, o dia do meu casamento foi um borrão. Para ser totalmente honesta, meu noivo e eu estávamos apenas cumprindo o papel. Ansiamos desesperadamente que o dia parasse. Ansiamos pelo momento em que finalmente nos aninharíamos em nosso quarto de hotel. Apenas nós dois deixados por conta própria.

Quatro anos depois, eu estava chorando baixinho na minha sala de estar enquanto amamentava meu filho faminto. Senti-me não amada, incompreendida e tida como certa por meu marido. Quando eu vomitei amargamente minhas dúvidas sobre ele, ele também admitiu se sentir enganado. Ele se sentia insatisfeito e desrespeitado por mim.

Ambos concordamos que não era o tipo de casamento que tínhamos imaginado na fria manhã de sábado, quando nos casamos. Eu pessoalmente esperava ter o casamento mais quente da terra verde de Deus. Meu plano zeloso foi por água abaixo e me deixou fervendo de amargura. A chama de nosso casamento estava diminuindo lentamente. Se você sentir que a chama do seu casamento está diminuindo, levante a cabeça, porque você não está sozinho. Quase todos os casais tropeçam nesta bifurcação em algum ponto. Contas, filhos, carreiras agitadas, familiaridade e uma série de outros fatores fazem com que os casais se separem e acabem com a faísca.

Felizmente, há várias reparações práticas que você pode fazer para reacender a chama. Aqui estão seis deles.

1. Engula o seu orgulho

Ai, isso parece espinhoso, eu sei, mas sim, engolir seu orgulho é um pré-requisito para recuperar o ânimo em seu casamento. Quando percebi que o problema estava se formando em meu paraíso conjugal, tive duas opções. Eu poderia continuar sentada em meu cavalo alto, fervendo de ressentimento enquanto esperava que meu marido fosse o primeiro a levantar um dedo. Ou eu poderia jogar meu orgulho pela janela e humildemente estender a mão para ele. Orgulho e um ego inchado o impedirão de dar o primeiro passo.

Você tem que vencer todas as discussões com seu cônjuge? Seu cônjuge é sempre o primeiro a se desculpar? É sempre o seu caminho ou a rodovia? Você se considera mais importante do que seu cônjuge? Se você respondeu “Sim” a essas perguntas, é hora de mudar as coisas. Você não pode recuperar a centelha de seu casamento sem abraçar a humildade. Em sua carta aos Filipenses, Paulo disse: “Nada façais por ambição egoísta ou vaidade, mas em humildade cada um estime os outros mais do que a si mesmo”. (Filipenses 2:3)

Quando você estima seu cônjuge mais do que a si mesmo, você não hesitará em perdoá-lo, suprir suas necessidades, honrá-lo e fazer os sacrifícios que precisam ser feitos para restaurar seu casamento.

2. Procure mudar a si mesmo, não seu cônjuge

Frequentemente, quando as pessoas estão refletindo sobre as questões que atormentam seu casamento, elas tendem a apontar o dedo para seus cônjuges. Nenhuma surpresa nisso; isso é muito típico dos seres humanos. É fácil dar um zoom no cerne do olho do seu cônjuge e ignorar a trave brilhante no seu próprio olho. Depois disso, você começa a imaginar maneiras de mudar seu cônjuge.

Aqui está um fato – é muito difícil mudar um adulto, especialmente importunando-o.  Mas você sabe quem pode mudá-los sem esforço? Você adivinhou certo. Deus. Ele faz um ótimo trabalho de redirecionar os corações dos seres humanos que criou.

Que tal fechar os olhos para as falhas de seu cônjuge e se ocupar em alisar suas próprias arestas irregulares? Quando você decidir trabalhar em si mesmo e deixar seu cônjuge nas mãos de Deus, ficará surpreso ao vê-lo se incitando a trabalhar em seus defeitos (sem que você pergunte). Tente isso; Ouso dizer que funciona como um encanto.

3. Saboreie os bons velhos tempos

Às vezes, tudo o que é preciso para dar um impulso ao relacionamento é relembrar os bons e velhos tempos. Saia para um encontro com seu cônjuge e pondere sobre seus dias de namoro arrepiante, quando você era inseparável, unido pelo quadril. Ruminem sobre o noivado surpresa meticulosamente planejado que os deixou loucos.

Veja o álbum de fotos do casamento ou assista ao vídeo do casamento e saboreie o amor doce e imaculado que você compartilhou antes que a vida atrapalhasse. Você pode até mesmo adicionar um toque especial ao seu casamento, renovando seus votos.

4. Passe mais tempo juntos

É provável que, se a chama em seu casamento estiver se apagando, você não esteja passando tempo suficiente com seu cônjuge. Lembra da quantidade excessiva de tempo que você passava antes de se casar? Isso mostra claramente que passar um tempo juntos é um ingrediente-chave em um relacionamento. Eu me pergunto por que a maioria de nós acha que pode abandonar essa prática inestimável após o casamento e ainda assim prosperar.

Muitos casais juram encontros noturnos semanais. As noites de namoro ajudam os casais a se verem como amantes, não apenas pais ou colegas de quarto. Eles ajudam a diminuir a familiaridade e a reforçar o compromisso com o casamento. Estudos mostram que casais que passam bons momentos juntos pelo menos uma vez por semana desfrutam de relacionamentos de melhor qualidade e registram taxas de divórcio mais baixas.

Precisamos dizer mais? Vá em frente e arranje algum tempo não negociável semanal com seu cônjuge. Além de encontros noturnos, você também pode explorar outras atividades como encontros para almoços, caminhadas nas montanhas, passeios preguiçosos na floresta, jogos, cozinhar juntos, se exercitar ou qualquer outra coisa que faça seu barco flutuar.

5. Faça sexo com mais frequência

Outra vítima de um casamento que está perdendo seu brilho é o sexo. Quando os casais fervem de ressentimento e se distanciam, tornam-se íntimos com menos frequência. No entanto, o sexo é muito importante no casamento. Muitos especialistas em relacionamento o consideram a cola que sustenta o casamento.

Deus criou o sexo não apenas para reprodução, mas também para prazer e intimidade. O sexo ajuda os casais a se conectarem emocionalmente, fortalece seus laços, aumenta sua felicidade e os ajuda a perdoar um ao outro com facilidade. Sem intimidade sexual, o casamento se transforma em uma casca e é suscetível a ataques à esquerda, à direita e ao centro. Claro, temos que reconhecer que, em alguns casos, a intimidade sexual não é possível devido a fatores fora de controle, como doenças.

Paulo exortou o povo casado da Igreja de Corinto a não se privar um do outro, exceto por um curto período de oração e jejum. Caso contrário, correm o risco de serem tentados. (1 Cor 7:5). Sexo não pertence a segundo plano. Deus mantém isso no radar do casamento, e você também deve fazer isso.

6. Ame Seu Cônjuge à Maneira de Deus

Em um relacionamento conjugal, somos mais predispostos a dispensar amor condicional. O amor condicional procura verificar se a outra pessoa merece antes de estender um favor. Uma esposa enfurecida poderia, por exemplo, argumentar: “Meu marido esqueceu meu aniversário, então ele não deve esperar que eu tenha uma relação íntima com Ele esta semana”.

Um marido desanimado pode decidir: “Minha esposa não faz meu almoço há três dias seguidos, não estou com vontade de comprar flores para ela esta noite.” Mesmo assim, Deus nos chama para um tipo mais elevado de amor, amor incondicional e implacável.

“Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. O amor é eterno. Existem mensagens espirituais, porém elas durarão pouco. Existe o dom de falar em línguas estranhas, mas acabará logo. Existe o conhecimento, mas também terminará.”  – 1Coríntios 13:4?-?8

Se dermos o salto e amarmos nossos cônjuges com esse tipo de amor, as chamas do nosso casamento, sem dúvida, serão extremamente quentes!

por: Keren Kanyago

traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D. F. de Lima

Deixe sua opinião