Se você está se perguntando por que seu casamento está fracassando, esta lista pode ter a resposta.
Se você está se perguntando por que seu casamento está fracassando, esta lista pode ter a resposta.

Os casamentos fracassam por muitos motivos e, muitas vezes, por uma combinação de motivos. Qualquer um dos problemas listados aqui deve ser motivo de preocupação e cuidado. Questões pessoais e espirituais não resolvidas afetarão ambos os parceiros, mesmo que um deles seja inocente ou inconsciente. Se você está se perguntando por que seu casamento está fracassando, esta lista pode ter a resposta.

Embora haja pouca diferença entre as desgraças conjugais cristãs e não cristãs, um seguidor de Cristo tem o poder de reconhecer os problemas à luz da Palavra de Deus e experimentar o poder transformador de Seu Espírito. A felicidade conjugal é fictícia, mas a felicidade conjugal pode ser uma realidade.

Aqui estão 20 razões pelas quais os casamentos (mesmo os casamentos cristãos) falham

1 – Espírito Implacável
Aprenda a estender o perdão porque é fundamental para a harmonia. Em vez de ficar obcecado sobre como você foi injustiçado, trate seu cônjuge como Deus o trata. “Suportem um ao outro e perdoem quaisquer mágoas que possam ter um contra o outro. Perdoe como o Senhor o perdoou. ” (Colossenses 3:13)

2 – Pressão Financeira
Não gaste sua vida tentando ganhar mais e gastar mais, ou você vai se escravizar a uma vida de insatisfação, materialismo e estresse sem fim. “Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, ávidas por dinheiro, se afastaram da fé e se perfuraram com muitas dores ”. (1 Timóteo 6:10)

3 – Infidelidade
A luxúria sempre leva à infidelidade do coração, da mente e do corpo. Nenhuma experiência sexual fora do casamento está bem. Deus nunca o levará a se apaixonar por outra pessoa que não seja seu cônjuge. “Não cometerás adultério.” (Êxodo 20:14)

4 – Insegurança e preocupação
Tire os olhos do mundo e de sua ilusão de felicidade; você nunca encontrará paz em ninguém ou em nada que o mundo lhe ofereça. Confie no Senhor. “Mas busca primeiro o reino de Deus e sua justiça, e todas essas coisas também te serão dadas. Portanto, não se preocupe com o amanhã.” (Mateus 6:32-33)

5 – Pecados Secretos
Se você esconder uma fantasia ou hábito pecaminoso, ele ficará mais forte; fingir que algo não existe ou não está errado dá maior poder sobre sua vida. “Diante de ti puseste as nossas iniqüidades, os nossos pecados ocultos, à luz do teu rosto” (Salmo 90:8)

6 – Diferenças parentais
A Bíblia é a melhor fonte disponível para pais; procure seguir a Cristo e direcionar seus filhos a Cristo, e os detalhes dos pais se encaixarão. “Não irrite seus filhos; em vez disso, crie-os na doutrina e admoestação do Senhor”. (Efésios 6:4)

7 – Interferência de outros
Parentes e amigos disfuncionais ou controladores colocarão uma pressão tremenda em sua unidade familiar; busque a sabedoria e a perspectiva de Deus sobre como lidar com suas decisões. Em seguida, trace os limites necessários com todos fora da vontade de Deus para a sua vida. “Respeitem uns aos outros em reverência a Cristo”. (Efésios 5:21)

8 – Egoísmo
Todos nós cuidamos de nós mesmos, especialmente quando alguém desafia nossos desejos. Comece considerando a perspectiva de seu cônjuge primeiro; ganhar uma discussão apenas enfraquece seu casamento. “Não faça nada por ambição egoísta ou vaidade. Em vez disso, com humildade, valorize os outros acima de si mesmo.” (Filipenses 2:3-4)

9 – Direito
Autopiedade, desilusão e frustração vêm de uma atitude “Eu mereço isso”. Preste atenção a esses sentimentos – o problema central é a auto-adoração. “Você cobiça, mas não consegue o que quer, então briga e briga. Você não tem porque não pede a Deus. Quando você pede, você não recebe porque pede com motivos errados, para que possa gastar o que receber em seus prazeres”. (Tiago 4:2-3)

10 – Imaturidade espiritual e emocional
A maturidade leva uma vida inteira, portanto, dê ao seu cônjuge espaço para crescer sem ridicularizá-lo ou repreendê-lo por sua imaturidade. Cerque seu casamento de modelos maduros e piedosos. “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Por isso todos quantos já somos perfeitos, sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará.” (Filipenses 3:14-15)

11 – Luto e depressão
Todo mundo passa por períodos de luto e tristeza; seja solidário e compreensivo quando seu cônjuge estiver triste, orientando-o gentilmente para obter ajuda. “Tem misericórdia de mim, Senhor, porque estou angustiado; meus olhos ficam fracos de tristeza, minha alma e corpo de tristeza. ” (Salmo 31: 9)

12 – Ganância
Você foi criado para ficar satisfeito apenas na presença de Deus. Não alimente a tristeza porque as coisas que você quer não irão satisfazê-lo. “Ninguém pode servir a dois mestres. Ou você odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. ” (Lucas 16:13)

13 – Vergonha
O Espírito de Deus nos convence quando pecamos; Ele não nos envergonha por nossos erros. Abrace o fato de que a graça de Jesus o libertará da vergonha que você sente. “Vivo na desgraça o dia todo e meu rosto está coberto de vergonha.” (Salmo 44:15)

14 – Raiva
Se você tem um fusível curto, precisa descobrir o porquê e parar de dar desculpas. Obtenha ajuda para superar esse hábito destrutivo e viciante. “Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós,” (Efésios 4:31)

15 – Desonestidade
Nunca minta, omita ou engane seu cônjuge; não guarde segredos porque isso criará uma barreira entre vocês. Além disso, uma falsidade sempre gera outra. “Não minta um para o outro.” (Colossenses 3:9)

16 – Mundanismo
Quando seu coração anseia por reconhecimento, riqueza e beleza, você acreditará que seu valor está ligado a quem você é e ao que faz; e quanto mais você duvidar de seu valor, mais achará seu cônjuge insatisfatório. “Ensinando-nos que, negando toda impiedade e luxúrias mundanas, devemos viver sobriamente, retamente e piedosamente neste mundo presente.” (Tito 2:12)

17- Orgulho
Aqui está a raiz de todos os conflitos, inseguranças e pecados. Portanto, em vez de pensar em si mesmo, gaste sua energia e amor dando graça e amor ao seu cônjuge. “Onde há contenda, há orgulho, mas a sabedoria é encontrada com aqueles que seguem os conselhos.” (Provérbios 13:10)

18 – Decepção
Quando os tempos difíceis chegam, você pode sentir que seu cônjuge não fez o suficiente para deixá-lo feliz. Dê uma olhada onde você coloca sua esperança; se não for Deus, você lutará continuamente contra a decepção. Comece a louvar a Deus por toda a Sua provisão e sua decepção desaparecerá. “Por que você está abatida, ó minha alma? Por que tão perturbado dentro de mim? Coloque sua esperança em Deus, pois eu ainda o louvarei, meu Salvador e meu Deus. ” (Salmo 42:5)

19 – Diferentes Prioridades / Sistema de Valores
Você e seu cônjuge podem ter vivido segundo padrões opostos, o que pode causar contendas e frustração. Tente se lembrar que Deus o responsabiliza por suas ações; viva sua vida e não se concentre no que seu cônjuge está fazendo ou não. “Como pode um jovem permanecer no caminho da pureza? Vivendo de acordo com sua palavra? Eu te procuro com todo meu coração; não me deixe desviar de seus comandos. ” (Salmo 119: 10-11)

20 – Auto-imagem
Se você sofre de baixa autoestima, a solução não é amar a si mesmo mais – é amar a Deus e agradecê-lo por Seu trabalho contínuo em sua vida. Deixe Deus transformá-lo à Sua imagem; abrace o seu processo, em vez de se comparar com os outros. “Eu te louvo porque fui feito de maneira terrível e maravilhosa; seus trabalhos são maravilhosos, eu sei disso muito bem. ” (Salmo 139: 14)

por: Sue Schlesman
traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D. F. Lima

Deixe sua opinião