JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

O Vaticano juntou-se esta sexta-feira à lista das vozes que colocam em causa a milionária política de contratações adotada pelo presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que nas últimas semanas gastou cerca de 200 milhões de euros nas aquisições de craques como Cristiano Ronaldo (94 milhões de euros, a mais cara da história do futebol), Kaká, Albiol e Benzema.A Santa Sé, no seu jornal oficial “L’Osservatore Romano”, publicou um artigo, com o título “Se o futebol se converter em um círculo exclusivo”, em que faz uma reflexão sobre o caminho seguido pelo líder do clube espanhol. Assinado por Gaetano Vallini, o texto questiona a viabilidade económica e de mercado das contratação milionárias. “Sob o ponto futebolístico, fará falta ver se são compatíveis ou serão desestabilizadoras para o mundo do futebol”, escreveu o autor.
Gaetano Vallini também insurgiu-se contra a ideia de Florentino Pérez de criar uma Superliga Europeia, prova onde apenas entrariam os principais clubes do Velho Continente. “Estamos diante de uma proposta que desmascara, como se fosse necessário, as verdadeiras intenções de alguns dirigentes de futebol: criar um círculo exclusivo de equipas poderosas, que seriam cada vez mais ricas”, alertou.

Record/padom.com.br

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗