wanderley cardosoNa semana de intermináveis comemorações pelos 50 anos de carreira de Roberto Carlos, o Caderno Ilha visitou outro ídolo da Jovem Guarda. Morador do Jardim Guanabara há 37 anos, Wanderley Cardoso combina uma rotina tranquila no bairro com uma agenda intensa de shows pelo Brasil. Atualmente, o “Bom Rapaz” mantém duas carreiras paralelas: uma de músicas gospel e outra com os sucessos da época da Jovem Guarda.Numa conversa que começou na sua sala de estar, passou pelo calçadão da Praia da Bica e terminou num estúdio onde ele cantava o melhor do rock brasileiro dos anos 1960, Wandeleu falou repassou seus 45 anos de carreira: o cantor infantil, o auge do sucesso na Jovem Guarda, o ostracismo na década de 1990, depressão, alcoolismo, a recuperação através da fé, e os shows que faz hoje pelo país.
Contou histórias divertidas como a “briga” com Jerry Adriani, estimulada pelos empresários dos dois (que são grandes amigos) para que a rivalidade promovesse seus discos e shows. Revelou que há mais de 15 anos não vê Roberto Carlos, e relembrou sua primeira apresentação no programa de Chacrinha na TV Rio, ainda em 1964.
vanderley cardoso 2Paulistano, Wanderley Cardoso mora na Ilha desde 1972, e tem uma rotina simples: costuma levar o filho Júnior, de seis anos, para lanchar, ou passear, frequenta a padaria perto de casa…
No vídeo abaixo, ele fala sobre a diferença entre cantar músicas gospel e românticas, sobre seus sucessos e sobre acervo que herdou após a morte de sua fã número 1. Veja também Wanderley cantando com sua banda:

BairroRio/padom.com.br

Deixe sua opinião