Uma das quatro vítimas que registraram queixa em Curitiba, teve prejuízo de R$ 40 mil
Policiais civis do 1.º Distrito Policial, no centro de Curitiba, prenderam, nesta terça-feira (08), um homem, suspeito de se passar por médico para aplicar golpes em mulheres, que seduzia pela internet e em igrejas. Cristiano Barros dos Santos, 33 anos, ou Michell Delluca Santos, como ele se apresentava, é natural de Tijucas do Sul (SC) e respondia por golpes semelhantes no estado vizinho. Uma das quatro vítimas que registraram queixa em Curitiba, teve prejuízo de R$ 40 mil.
De acordo com o superintendente do 1.º DP, Adolfo Rosevics, Santos conhecia suas vítimas principalmente pela internet, em salas de bate-papo, e em igrejas evangélicas. “Ele tinha casos amorosos com essas mulheres, conquistava a confiança delas e, depois, pedia-lhes dinheiro e bens emprestados, que nunca eram devolvidos”, explica Rosevics.
A investigação em torno do suspeito começou há cinco dias. De acordo com a polícia, ele afirmava ser médico cardiologista do Hospital Pequeno Príncipe,
formado pela Universidade de Oxford (Inglaterra).
O suspeito foi detido no centro de Curitiba e, com ele, foram apreendidos um Honda Civic, farta documentação falsa, um estetoscópio e um guarda-pó de médico. Ele já foi reconhecido pelas vítimas.
Santos possui passagem em Santa Catarina por estelionato e falsidade ideológica. Ele irá responder por estelionato e pode ficar detido por até 10 anos. Quem tiver mais informações sobre o suspeito, pode procurar a polícia pelo telefone 3233-6672.
Bem Para / Padom

Deixe sua opinião

).push({});