O nome da enfermeira era Peggy. Ela veio durante muitas noites para cantar hinos para um amigo querido enquanto ele estava no hospital em estado crítico. Mais tarde, ele queria agradecer pessoalmente por seu encorajamento e gentileza.

Ao perguntar à equipe do hospital e às outras enfermeiras naquele andar, eles responderam: “Ah, ela é a enfermeira que está viajando. Não sabemos de onde ela vem ou para onde ela vai!” 

Anjo Respiratório

Um querido amigo nosso (chamado Rick) sobreviveu a um aneurisma cerebral. Enquanto no hospital, depois de estar em um tubo de respiração por muito tempo devido à sua condição crítica, a equipe do hospital não o removeria. Mas algo incomum aconteceu. A esposa de Rick, Sharon, compartilhou esta história: 

Eu não sei de onde essa mulher veio. Eu nunca a tinha visto antes em todos os meses que estivemos naquele hospital. Essa enfermeira chegou em um domingo e entrou no quarto de Rick. Ela disse: ‘Querida, vou ver se conseguimos tirar esse tubo de respiração! Vou fazer o melhor que puder'”.

Todo mundo sabia que somente o médico responsável poderia dar permissão para retirar o tubo, mas o médico não poderia ser encontrado em lugar algum. A enfermeira começou a verificar os números de Rick nos monitores e disse a Sharon: ‘Vamos fazer‘” 

Sharon saiu da sala imediatamente e saiu no corredor para orar em línguas por causa desse momento crítico. Depois de um tempo, o médico veio andando pelo corredor e viu Sharon. Ele parou para encorajá-la, dizendo que talvez em breve eles pudessem remover o tubo de respiração, mas que teriam que colocar um tubo traqueal no lugar dele. O médico não sabia nada sobre a senhora que já havia retirado o tubo respiratório!

O médico entrou no quarto de Rick e voltou e disse a Sharon: “Bem, ele está maravilhoso!” Sharon disse que esta senhora, que ela acreditava ser um anjo “respiratório”, a encontrou no corredor e a abraçou, dizendo: “Estou tão feliz que tudo está dando certo para você. Meu coração ficou tão triste por você. Tivemos que fazer isso!” Sharon disse que nunca mais viu aquela senhora depois disso! 

Se você recebeu “nenhuma esperança“, sugiro que você tenha uma segunda opinião! 

Certa vez minha mãe recebeu um relatório médico declarando que ela precisava ter o pé amputado. Eles marcaram a perna dela, explicaram a ela que ela teria um belo pé artificial e que se daria bem com isso. Minha mãe profetizou ao médico que levaria o pé para o céu com ela,

Não deixem de receber bem aqueles que vêm à casa de vocês; pois alguns que foram hospitaleiros receberam anjos, sem saber.” – Hebreus 13:2

 O Senhor então conectou divinamente a minha mãe com o que acreditamos ser um cirurgião plástico “angelical” (um anjo que não sabe como em Hebreus 13:2) em Pittsburgh, Pensilvânia. A primeira coisa que esse médico “angelical” disse à nossa família e à minha mãe quando viu o pé dela foram as palavras mais poderosas faladas para começar a criar o milagre: “Acredito que há esperança!”

Se você recebeu “nenhuma esperança“, sugiro que ore e obtenha uma segunda opinião. Após a cirurgia, as primeiras palavras que este cirurgião falou para minha mãe foram: “Sra. Yount, eu acredito que quando você for para o céu, você estará levando seu pé com você!” Muitos anos depois, minha mãe, aos 90 anos, teve um pedido incomum quando deixou este mundo. “Quando eles me colocam no caixão, eu não quero que eles coloquem sapatos ou meias em mim. Eu quero dançar nas ruas de ouro em meus pés descalços.” O diretor da funerária concordou com isso. Mamãe ainda está dançando descalça em todo aquele ouro.

Foi uma luta de fé durante cinco longos meses com terapia, mas minha mãe chegou em casa e começou a andar logo sozinha. Algumas semanas depois, ela estava esperando o táxi chegar e levá-la ao centro médico para um check-up. O táxi estava atrasado, então mamãe entrou no carro e dirigiu-se pela primeira vez desde que estivera em casa. Ela até foi fazer compras depois do consultório médico! 

Esse mesmo médico de Pittsburgh, que ela viu no último exame, disse que logo estaria dirigindo. Então ela fez. Fé pareceu sair da boca do médico durante os exames. Ele falou palavras de fé em nossa família e, embora parecesse normal, podíamos sentir que havia algo tão especial nele. 

Ore por todos os doutores e enfermeiras para que a sabedoria e cura de Deus aumentem através deles

Agradeço a Deus pelos médicos e enfermeiros. Se não fosse por suas vidas dedicadas, muitos de nós não estaríamos aqui. Deus os usa. Acredito que o Senhor está começando a deixar idéias na mente de muitos médicos para avanços na medicina, alimentos saudáveis ??e curas para muitas doenças nesta hora! Acredito que alguns médicos serão orientados por especialistas “angelicais” que Deus está liberando na Terra nesta hora! 

Até nossas sombras terão um ministério

À medida que o corpo de Cristo se aproxima cada vez mais da unidade, acredito que doenças e enfermidades se tornarão uma raridade. Pois onde a unidade, o Senhor ordena a bênção da vida para sempre (veja Sl 133: 3). A cura se tornará comum e contagiosa, se espalhando de uma pessoa curada para outra. A cura correrá em famílias, através de igrejas e nas ruas através de nossas sombras. Eu acredito que a cura literalmente começará a atacar nossos corpos! Unidade no corpo de Cristo se tornará uma questão de vida e morte.

O Grande Médico está agora se misturando com médicos, hospitais e remédios; e Ele está fazendo ligações pessoais. Claro, sempre chame o Grande Médico e confie nele para curar você. Ele ainda é capaz de curar todas as nossas doenças e enfermidades. Se Ele escolher usar médicos e enfermeiros para a sua cura, ore por uma conexão divina com aqueles que Ele escolhe. E, claro, ore contra quaisquer efeitos colaterais da medicação que você possa ter que tomar até que sua cura se manifeste.

por: Bill Yount

traduzido e adaptado por: Pb. Thiago Dearo

Deixe sua opinião