Marina Silva disse que não adianta tirar Dilma e manter o PMDB que também está envolvido em corrupção

0
115

Notícias gospel – A ex-candidata a presidente da Republica Marina Silva, do partido Rede Sustentabilidade, deu uma entrevista onde falou sobre a atual crise que o Brasil enfrenta. Marina Silva disse que o país vive uma crise política, econômica e principalmente moral diante dos últimos acontecimentos que vieram à tona.

marina-silva1Marina também disse que o processo de impeachment acolhido na Câmara dos Deputados por Eduardo Cunha, não tem sustentabilidade para impor a presidenta Dilma a perca do mandato, pois ficou provado que o processo tem objetivos exclusos e que não pensa no Brasil, mas sim em vingança pessoal caracterizada explicitamente na chantagem.

Ela disse que o melhor papel investigativo vem da justiça e suas instituições, a Polícia Federal a Procuradoria Geral da Republica e o Tribunal Superior Eleitoral, pois essas instituições têm feito seu papel de forma imparcial e principalmente blindada de chantagens como a vista ultimamente no cenário político nacional.

Marina disse que o processo de impeachment que corre na câmara, isenta o PMDB dos atos de corrupção, e que isso não pode acontecer, pois da mesma forma que o PT está envolvido na corrupção da Petrobras, o PMDB de Eduardo Cunha, Renan Calheiros e Michael Temer também foi beneficiário do esquema que abasteceu os caixas de campanha onde ambos foram beneficiados.

Marina disse que no momento é preciso pensar no Brasil, e que o melhor papel de investigações vem das instituições isentas e não de partidos envolvidos que estão instalados no congresso.

 

André Santos

Portal Padom

Deixe sua opinião