JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

cruz
Um homem foi detido pela Polícia Militar e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, após praticar uma suposta perseguição religiosa.

O caso aconteceu em um salão de cabeleireiros situado na Vila Áurea, periferia da cidade. A vítima, uma idosa de 72 anos, passou mal e teve que ser socorrida no Hospital Regional.

Conforme as informações repassadas pela Polícia Militar, R.P.L., de 44 anos, que é evangélico, chegou ao Salão Aquino, momento que saudou a todos com gesto de paz. Instantes depois, ele se dirigiu com ofensas à M.C.G., de 72 anos, pertencente à Igreja Assembléia de Deus.

A idosa que é mãe de um pastor da Assembléia tentou argumentar, mas o autor continuou com as agressões e segundo a Polícia Militar disse: “todos os pastores da Igreja Assembléia de Deus são cachorros e imprestáveis e não ganham almas para Jesus”.

R.P.L. ainda disse para a idosa se batizar na sua igreja e que só assim ela teria a alma salva do inferno. Segundo a PM, a mulher teve que ser levada ao pronto socorro do Hospital Regional, ficando em observação. O acusado foi levado ao 1º DP, onde foi autuado pela prática de perseguição religiosa.

Fonte: Correio do Estado / Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗