Deus quer que eu permaneça em um casamento infeliz?

Eu ouço isso muitas vezes no meu trabalho com casais. Duas pessoas à beira do divórcio, não por abuso ou infidelidade, mas porque o relacionamento não as deixa mais felizes. Como eles descrevem, a emoção, a curiosidade e a diversão que experimentaram no início de seu relacionamento não estão mais lá. Os votos de casamento podem dizer "até que a morte nos separe", mas para muitos essas palavras perderam o significado. É importante distinguir entre um casamento infeliz e um casamento tóxico/destrutivo. Vejamos o que Deus diz na Bíblia.

0
106
Deus quer que eu permaneça em um casamento infeliz? Deus quer que sejamos felizes, certo?
Deus quer que eu permaneça em um casamento infeliz? Deus quer que sejamos felizes, certo?

Deus quer que eu permaneça em um casamento infeliz? Deus quer que sejamos felizes, certo?

Eu ouço isso muitas vezes no meu trabalho com casais. Duas pessoas à beira do divórcio, não por abuso ou infidelidade, mas porque o relacionamento não as deixa mais felizes. Como eles descrevem, a emoção, a curiosidade e a diversão que experimentaram no início de seu relacionamento não estão mais lá. Os votos de casamento podem dizer “até que a morte nos separe”, mas para muitos essas palavras perderam o significado.

A realidade é que a cultura mudou e as crenças que carregamos sobre o casamento muitas vezes refletem essas mudanças. A verdade hoje é vista como relativa, os sentimentos alimentam nossa experiência e uma mentalidade voltada para o consumidor promove atitudes mais transacionais em relação aos relacionamentos. 

Em vez de entender o verdadeiro propósito de Deus para o casamento, rotineiramente vemos o casamento com base no que outra pessoa pode fazer por nós, o que ela pode nos dar e, finalmente, como ela nos faz sentir sobre nós mesmos.

Conclusão: se a felicidade é sua principal expectativa de casamento, você provavelmente ficará desiludido e desapontado. 

Por que Deus projetou o casamento?

Devemos entender o desígnio de Deus para nós como indivíduos se quisermos compreender o Seu desígnio para o casamento. Enquanto muitos crentes têm uma noção superficial de Deus como um ‘gênio-na-garrafa’ cuja função primária é nos fazer felizes, a Bíblia é clara que Seu desígnio para Seus filhos é nos tornar santos (isto é: santificados, conformados à Sua imagem), não está feliz. 1 Pe 1:15-16

AW Tozer descreve: ” Nenhum homem deve desejar ser feliz se não for ao mesmo tempo santo. Ele deve gastar seus esforços buscando conhecer e fazer a vontade de Deus, deixando para Cristo a questão de quão feliz ele deve ser.”

Tim Keller, pastor, autor e teólogo, define o casamento como “… para criar uma comunidade humana estável para o nascimento e criação de filhos, e para realizar tudo isso trazendo os sexos complementares em uma união duradoura para toda a vida.

Henri Nouwen afirma: “…o casamento é antes de tudo uma vocação. Duas pessoas são chamadas juntas para cumprir uma missão que Deus lhes deu. O casamento é uma realidade espiritual. Ou seja, um homem e uma mulher se unem para a vida, não apenas porque experimentam um amor profundo um pelo outro, mas porque acreditam que Deus ama cada um deles com um amor infinito e os chamou uns para os outros para serem testemunhas vivas desse amor. Amar é encarnar o amor infinito de Deus em uma comunhão fiel com outro ser humano.

O casamento é um dos nossos maiores professores porque, em sua essência, o casamento revela a realidade de quem somos, o que esperamos e como engajamos os outros. Nenhum outro relacionamento é tão revelador e potencialmente transformador quanto o relacionamento com aquele com quem nos comprometemos a compartilhar permanente e intimamente nossas vidas.

Em um artigo do HuffPost, o autor e palestrante, Tyler Ward, conclui que o casamento é sobre reforma pessoal. Ele descreve: Embora a felicidade seja frequentemente um subproduto muito real de um relacionamento saudável, o casamento é projetado para trazer a disfunção à superfície de nossas vidas, incendiá-la e nos ajudar a crescer. O trabalho do casamento é refinar nossa disfunção e nos estimular a uma plenitude progressiva.

Conclusão: quanto menos você vê seu cônjuge como seu salvador e mais como seu companheiro nesta jornada da vida, mais provável é que você busque sua própria cura e crescimento. Isso levará a cultivar expectativas mais realistas para o seu casamento, resultando em maior estabilidade, paz e sim, felicidade.

O que a Bíblia diz sobre um casamento infeliz?

É importante distinguir entre um casamento infeliz e um casamento tóxico/destrutivo. Para aqueles que sofreram algum tipo de adultério impenitente, abandono ou abuso físico/emocional/verbal/sexual repetido, este artigo NÃO é para você. Na maioria dos casamentos infelizes, os problemas são falta de comunicação, finanças, expectativas não atendidas, etc. O abuso de qualquer tipo não é aceitável no projeto de Deus para submissão mútua à medida que os casais crescem juntos nEle. 

Em relação ao casamento, “Não foi o Senhor que os fez um só? Em corpo e em espírito eles lhe pertencem. E por que um só? Porque ele desejava uma descendência consagrada. Portanto, tenham cuidado: Ninguém seja infiel à mulher da sua mocidade.

“Eu odeio o divórcio”, diz o Senhor, o Deus de Israel, e “o homem que se cobre de violência como se cobre de roupas”, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso tenham bom senso; não sejam infiéis.” – Malaquias 2:15,16

Biblicamente falando, os cônjuges não têm o direito de simplesmente dissolver um casamento infeliz. Deus pretendia que o casamento fosse para toda a vida.

Efésios 5 descreve o casamento como uma metáfora para nosso relacionamento com Deus. Ele não é caprichoso em Suas afeições para conosco, nem Seu amor depende de circunstâncias favoráveis. Seu relacionamento conosco é baseado unicamente em Sua aliança conosco. Deus quer que permaneçamos fiéis aos nossos votos porque Ele sabe que corações partidos, casamentos desfeitos e lares desfeitos podem ser redimidos para Sua glória final.

Isso significa que Deus quer que permaneçamos em um casamento infeliz? Não. O que Ele quer é que cada um de nós use nossa dor, nossa tristeza e desapontamento, nossa solidão e raiva, como um convite para buscar Sua cura. Ele quer que entendamos como é a saúde em nosso casamento – expectativas saudáveis, comunicação, limites e resolução de conflitos – para que possamos experimentar a transformação exatamente onde estamos, em vez de esperar para descobri-la em um novo relacionamento.

Conclusão: um casamento infeliz deve ser um indicador de que há coisas que Deus deseja abordar em nossas vidas e em nossos casamentos, para que possamos buscar a cura e a integridade em todas as áreas de nossas vidas. Deus quer que reconheçamos os problemas em nosso casamento à medida que eles surgem, estejamos dispostos a abordá-los e trabalhemos juntos para o crescimento pessoal e relacional. Se o fizermos, continuaremos crescendo juntos, permitindo-nos desenvolver maior conexão, força e intimidade em nosso casamento.

8 sinais de que seu casamento não está feliz 

1. As críticas, o desprezo, a atitude defensiva e as barreiras estão cada vez mais presentes em seu casamento?

2. Você costuma sentir que tem pouco a dizer um ao outro?

3. Você fantasia sobre um futuro sem seu parceiro?

4. Você e seu cônjuge vivem vidas separadas?

5. Há falta de sexo ou afeto físico em seu casamento?

6. Você costuma se sentir desconectado de seu cônjuge?

7. É mais fácil focar em tudo menos no relacionamento?

8. Você fala mais com seus amigos do que com seu cônjuge?

Se você respondeu sim a uma ou mais dessas, as chances são altas de que você está vivendo em um casamento infeliz.

Deus quer que você permaneça em um casamento infeliz?

Deixe-me ser claro, Deus não quer que ninguém fique em um ambiente em que não esteja seguro — física ou emocionalmente. No entanto, muitos casais que se sentem insatisfeitos ou infelizes em seus casamentos muitas vezes perdem a bênção que Deus tem para eles e seus filhos, partindo rápido demais ou não recebendo a ajuda de que precisam para resolver adequadamente seus problemas.

6 maneiras de começar a recuperar seu casamento

1. Pare de culpar seu cônjuge por sua infelicidade. Ninguém é responsável pela sua felicidade além de você. Se você sentir falta de alegria, realização pessoal ou satisfação em seu casamento, faça um inventário pessoal para avaliar as maiores áreas de insatisfação, bem como as causas da insatisfação. 

2. Ore. Peça a Deus para revelar as áreas do seu coração que precisam de Sua cura. Peça a Ele que lhe mostre as coisas pelas quais você é responsável. Peça a Ele para deixar claro as maneiras pelas quais Ele quer que você cresça, as coisas que Ele deseja que você aprenda para se tornar mais semelhante a Ele. 

3. Encontre maneiras específicas de buscar a cura para a qual Deus o está chamando. Procure um terapeuta cristão de confiança em sua área que possa ajudá-lo a curar áreas quebradas, cultivar novos padrões, novas habilidades, novas maneiras de ser que podem transformar você e seu casamento.

4. Pare de olhar para o seu cônjuge como o vilão da sua vida. Comece a vê-los como seus amigos. Veja-os como honestos, mas quebrados. Ofereça compaixão a eles em sua jornada de cura. Ore por eles. Faça uma lista de qualidades ou comportamentos que você admira neles. Concentre-se neles. Lembre-se desses atributos ao longo do dia.

5. Encontre maneiras de afirmar seu cônjuge. Em vez de verbalizar críticas ou desprezo pelo que eles não fazem, deixe-os saber o que eles acertam. Fale com eles o seu apreço. Encontre maneiras de abençoá-los — livremente, sem expectativas.

6. Ore diariamente por seu cônjuge e seu casamento. Ore por proteção contra o inimigo. Ore por cada um de vocês em suas respectivas jornadas. Ore por segurança, vulnerabilidade e habilidades para resolver os problemas que certamente surgirão em seu casamento. Ore por sabedoria e humildade para buscar aconselhamento para ajudá-los a se curar e crescer juntos.

Versículos sobre a alegria do casamento

O amor e a fidelidade se encontrarão; a justiça e a paz se beijarão.” – Salmos 85:10

“Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos!

Você comerá do fruto do seu trabalho, e será feliz e próspero.

Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa.

Assim será abençoado o homem que teme ao Senhor!” – Salmos 128:1-4

“Amados, amemo-nos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.” – 1 João 4:7

É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas.

Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!

E se dois dormirem juntos, vão manter-se aquecidos. Como, porém, manter-se aquecido sozinho?

Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade.” – Eclesiastes 4:9-12

Oração para um casamento feliz

Amado, Aba Pai

Anseio conhecer sua cura em todas as áreas do meu coração e no meu casamento. Pai, deixe minha infelicidade me apontar para Você, Sua cura, Seu propósito para minha vida. Mostre-me áreas de quebrantamento do meu passado que precisam ser curadas para que eu possa andar em integridade e liberdade. Mostre-me as expectativas que Você quer que eu tenha para minha esposa e meu casamento. Ajude-me a aprender melhores maneiras de me comunicar e de resolver conflitos com meu cônjuge. Revele-me as maneiras pelas quais falhei em meu casamento e me ensine como pedir perdão e oferecê-lo livremente para que eu possa aprender a amar bem meu parceiro. Reacenda o respeito, a confiança, a admiração e o amor por minha esposa e nos leve a uma conexão e intimidade mais profundas com você. Ajude-me a manter sempre minha expectativa em Ti, para que eu possa glorificá-lo em meu coração e no casamento. Amém.

por: Lisa Murray

traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D. F. Lima

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui