Como vencer o medo? – Com a evolução da ciência as pessoas, a cada dia mais, possuem instrumentos nas mãos para vencer – ou ao menos controlar, a ansiedade, a depressão e demais doenças relacionadas à saúde mental.

Algumas vezes é necessária, e até mesmo conveniente, associar a alopatia com terapias.

Contudo, existem determinadas situações que, malgrado a pessoa seja “resolvida” em termos psicológicos, uma determinada e inesperada circunstância é capaz de lhe causar medo e insegurança. Estou me referindo àquelas ocasiões em que uma ocorrência normal da vida nos assola e tira nossa segurança e causa medo.

O desemprego, quando a pessoa é jovem, nada mais é do que um acidente de percurso que a obriga a fazer uma pausa ou até mesmo a mudar de rumo. Contudo, após uma determinada idade de sua vida, o desemprego passa a ser um grande e quase que intransponível obstáculo a ser vencido.

Outro exemplo são os problemas de saúde, aliás, recentemente com a crise da COVID, os medos e inseguranças afligiram várias classes de pessoas. De início, os mais prejudicados foram os mais experientes, mas com o passar dos meses pudemos perceber um aumento exponencial da insegurança em todas as faixas etárias e sociais.

Em outras palavras, o medo é um sentimento que não respeita idade, conhecimento, experiência, condição financeira ou social. Todo ser humano, em determinada situação, certamente irá sentir medo!

Moisés, embora tivesse sido criado na corte egípcia e assim tivesse recebido uma educação esmerada, certamente não foi exceção à regra.

A passagem de Ex 4,2-4, nos ensina que ninguém está imune ao medo, mas ao mesmo tempo, essa mesma referência nos mostra como vencer o medo de qualquer coisa e em qualquer época de nossas vidas.

Tão somente com o objetivo de “refrescar” a sua memória, destaco que o texto referenciado assim diz:

  “Perguntou-lhe o SENHOR: Que é isso que tens na mão? Respondeu-lhe: Um bordão. Então, lhe disse: Lança-o na terra. Ele o lançou na terra, e o bordão virou uma serpente. E Moisés fugia dela. Disse o SENHOR a Moisés: Estende a mão e pega-lhe pela cauda (estendeu ele a mão, pegou-lhe pela cauda, e ela se tornou em bordão)” (Ex 4, 2-4 – ARA)

Note que Moisés estava conversando com Deus e obedecendo a sua ordem!

Contudo, fica claro que mesmo obedecendo, Moisés teve medo da serpente e diz o texto que ele “…fugia dela…”.

Pensamos que por servir a Deus e fazer a Sua vontade nos tornamos super-heróis e super-heroínas e que nada pode nos parar. Ledo engano!

Moisés, face a face com Deus, teve medo. Note que interessante, o ato do cajado se transformar em serpente foi, nada mais nada menos, do que o cumprimento da Palavra de Deus!

Aprendemos com isso que, às vezes, até mesmo o cumprimento de uma promessa de Deus pode nos causar medo.

A questão é: como vencer então esse medo que podemos ter durante as dificuldades que enfrentamos no dia a dia?

O segredo está no v. 4, onde Deus manda Moisés estender a mão e pegar a serpente pela cauda. Assim, em obediência, Moisés pegou a serpente.

Percebeu?

O respeito e a obediência a Palavra e Deus é o instrumento e o meio eficiente e capaz de fazer com que nós, pessoas extremamente comuns, possamos vencer os medos que nos assolam durante nossa caminhada.

Outro detalhe importante dessa passagem é que Moisés, nessa altura, estava com cerca de oitenta anos, o que nos mostra que nem mesmo a vivência é capaz de nos fortalecer e nos blindar contra o medo. Pelo contrário, muitas vezes o temor nasce em nosso coração justamente por causa de nossas experiências passadas.

Atente também que a obediência a Palavra de Deus não é um salvo conduto contras as dificuldades e medos.

Não se surpreenda se em obediência a uma determinação de Deus o seu caminho ficou difícil ou ao menos mais complicado. A verdade é que quando colocamos em nosso coração a obediência a Deus, assumimos uma posição totalmente extrema ao mundo  isso nos torna alvo de perseguições, injustiças e até mesmo de escárnio.

Em tempos de liberdade de comportamento, no qual as pessoas “não veem” mal algum em suas condutas, é extremamente provável que eu e você, por nos posicionarmos de acordo com a Palavra de Deus, sejamos perseguidos e ridicularizados. No entanto, como diz 1Sm 15.22 (embora em outro contexto, mas de aplicação subsidiária para fins deste artigo), “… é melhor obedecer do que sacrificar…”.

A chave para vencer os medos?

A obediência irrestrita e incondicional à Palavra de Deus!

Que o Senhor te abençoe e te guarde!

por: Pr. Fernando Marques Sá (Instagram)

Deixe sua opinião