Bolsonaro diz que a ‘capetada’ ficou revoltado com vitória do ‘terrivelmente evangélico’

Jair Bolsonaro, em conversa com apoiadores, diz que a 'capetada' ficou revoltado por ter André Mendonça que é um terrivelmente evangélico, como ministro no Supremo Tribunal Federal.

Bolsonaro e André Mendonça
Bolsonaro e André Mendonça

O presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta segunda-feira, 06 de dezembro, conversou com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, onde afirmou que a ‘capetada’ ficou incomodado com a vitória do pastor evangélico André Mendonça, na indicação ao Supremo Tribunal Federal.

Bolsonaro, enalteceu o fato de que André Mendonça professa a fé evangélica, afirmando que a ‘capetada’ quer evitar que ele indique os dois próximos ministros do STF, nas vagas que serão abertas em 2023.

“Se eu for candidato, e se eu for reeleito, a gente pode colocar dois no início de 23 lá. […] Se bem que a ‘capetada’ tá se reunindo aí, né. Eu sou o capitão, mas a capetada tá se reunindo”, disse o presidente da República, fazendo referência ao fato de que se ele não for reeleito, seu sucessor poderá indicar dois nomes.

No bate papo com os apoaiadores, Bolsonaro, comentou a respeito do candidato a vice em sua chapa nas próximas eleições, revelando um de seus critérios para eliminar nomes, e acrescentou que não há nada definido, de acordo com informações do portal O Antagonista:

“Estão sempre tentando atrapalhar. A Veja: ‘Tem um nome do Centrão para 2022’. Eu não tenho nome de ninguém definido ainda. Mas é o tempo todo. Tem gente que bota o nome lá, passa a matéria. A princípio foi alguém que passou a matéria para se cacifar. Eu já falei, quem aparecer como se cacifando, já está cortado. É sinal que fala com a imprensa, de forma não republicana”, esbravejou o presidente.

Deixe sua opinião