feliciano e mercurySegundo o colunista Ricardo Feltrin, da coluna Ooops da UOL, a diretoria da Rede Record emitiu uma norma ‘informal’, que equivale para todos os programas inclusive os jornalísticos, proibindo  realizarem comentários ou ‘análises’ sobre a recente a declaração de Daniela Mercury de que esta tendo um caso homoafetivo e sobre o pastor Marco Feliciano que está a frente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

A emissora chegou a dar um registro em seu site e também no “Programa da Tarde”, logo que a cantora fez a revelação, mas em seguida veio a informação “de cima” que era para os programas pararem de abordar o assunto, Normalmente um fato assim seria um prato cheio para o “Hoje em Dia”, para Geraldo Luís ou mesmo o “Programa da Tarde” e o “Domingo Espetacular”.

Ricardo acredita que essa proibição no caso de Daniela Mercury é para não ficar levantando a bola do universo gay na emissora e a proibição da polêmica em torno de Feliciano é  porque ele seria integrante de uma igreja ‘rival’ da IURD, pois o parlamentar integra a Igreja do Avivamento, cujos integrantes e seguidores já foram duramente atacados por Edir Macedo na internet.

No entanto a Direção de Comunicação da emissora, nega qualquer veto afirmando que não existe nenhum tipo de proibição obre as polêmicas de Feliciano e Mercury.

Portal Padom

Deixe sua opinião

Leia também!  Evangélica casa em meio a guerra no Rio de Janeiro