JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Osmar Antonio Burille
Agricultor que é pai e foi casado é ordenado padre no RS (Foto: Reprodução/RBSTV)

Não fosse pelo apoio dos pais, dos irmãos e da filha Samara, 16 anos, fruto de um casamento que terminou em 1999, o agricultor Osmar Burille, 44 anos, não teria realizado um sonho neste fim de semana. Sob lágrimas e aplausos, uma multidão testemunhou Osmar ser ordenado padre em uma cerimônia que esvaziou as ruas de Itapuca, no Vale do Taquari, e deixou pequena a Igreja Matriz São Miguel Arcanjo.Casado por cerca de 10 anos, Osmar sempre foi muito religioso e com participação ativa na Igreja. Por causa disso, fez o que pôde para evitar o fim do casamento: provenientes de famílias fervorosamente católicas, ele e a mulher sabiam que uma separação poderia não ser bem aceita pela comunidade.

Mas o fim da relação acabou sendo o empurrão que faltava para Osmar. Aos poucos, ele foi percebendo a vocação. A certeza veio quando ouviu de um padre que, apesar do casamento religioso, sua vontade era possível de ser concretizada.

Em 2001, já divorciado, Osmar procurou a Igreja e entrou com um processo pedindo autorização para iniciar os estudos sacerdotais. Seu caso recebeu atenção especial do Tribunal Eclesiástico e foi avaliado por dois anos: em 2003, ele foi liberado para entrar na vida seminarística e se matriculou no seminário no mesmo ano.

A decisão de Osmar surpreendeu até mesmo a família. Achando que era uma brincadeira, os amigos faziam comentários irônicos e debochados e passaram até a fazer apostas entre si. Mas nada disso incomodava Osmar, que respondia:

– Para Deus, nada é impossível.

A filha dele, Samara, surpreendeu-se ao saber das intenções do pai, mas o apoiou. Morou no seminário onde ele estudou, em Passo Fundo, e nas paróquias onde teve atuação nas comunidades, em Tapera.

Para celebrar a ordenação, o fim de semana inteiro foi de festa. No sábado, a cerimônia de ordenação presbiteral teve duas horas de duração e muitos momentos de emoção. Sob aplausos e lágrimas, Osmar recebeu as vestes sacerdotais das mãos dos pais e da filha. No fim da missa, ele concedeu um depoimento em forma de poesia.

– Três vezes a casa de meus pais deixei. Em diferentes áreas de trabalho atuei. Mas foi no sacerdócio que me encontrei. Só eu sei há quanto tempo espero por este momento – declarou.

Já como padre, foi Osmar quem deu a bênção final ao término da missa solene. Orgulhoso, ele se parou em frente ao altar, ergueu as mãos para o céu e disse, sorridente:

– Tenham um lindo e abençoado dia.

E seguiu confiante para o primeiro dia de sua nova vida.

Por que foi possível

Segundo o bispo da diocese de Passo Fundo, dom Pedro Ercílio Simon, a ordenação só foi possível porque o Tribunal Eclesiástico declarou nulo o casamento de Osmar e o deixou livre perante a igreja

Com isso, ele estava livre para ser padre, ou casar-se novamente no religioso, se desejasse

ZH/NC/padom.com

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗