O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence e mais de quarenta líderes mundiais se reuniram em Jerusalém na quinta-feira para comemorar o 75º aniversário da libertação de Auschwitz, declarando “nunca mais” com uma voz unida.

David Brody, da CBN, viajou a Jerusalém para conversar com o vice-presidente sobre a ascensão do anti-semitismo em todo o mundo e por que os Estados Unidos está com o estado moderno de Israel.

Isso fazia parte da conversa enquanto eles estavam na cidade velha, perto do Muro das Lamentações.

Viajar para Israel não é apenas político para Pence. Como cristão crente na Bíblia, é profundamente espiritual.

“Para os cristãos, estamos fundamentados na convicção de que somos chamados a abençoar Israel”, disse Pence à CBN News. “A Bíblia nos diz que aqueles que a abençoarem serão abençoados e aqueles que a amaldiçoarem serão amaldiçoados.”

“Realmente, desde antes da fundação americana, os americanos pediram a restauração de Israel na Terra Prometida. E quando Israel foi restaurado em 1948, a América era a primeira nação do mundo a reconhecer o Estado judeu de Israel. E nós estivemos com eles a cada passo do caminho, porque é uma conexão do coração”, explicou Pence.

A entrevista completa de David Brody com o vice-presidente Mike Pence foi ao ar neste domingo, 26 de janeiro, em uma edição especial do Faith Nation.

Deixe sua opinião