Neste sábado, o apresentador Tiago Leifert e a jornalista Daiana Garbin contaram, por meio das redes sociais, que a filha deles está em tratamento contra o retinoblastoma, um câncer nos olhos que é mais presente na infância.

Esse tumor embora seja raro, no Brasil são diagnosticadas por ano cerca de 400 casos em crianças. 

MAS O QUE É RETINOBLASTOMA?

O retinoblastoma é um câncer de olho que começa na retina – o revestimento sensível no interior do olho. O retinoblastoma afeta mais comumente crianças pequenas, mas raramente pode ocorrer em adultos.

Sua retina é composta de tecido nervoso que detecta a luz quando ela passa pela frente do olho. A retina envia sinais através do nervo óptico para o cérebro, onde esses sinais são interpretados como imagens.

Uma forma rara de câncer de olho, o retinoblastoma, é a forma mais comum de câncer que afeta o olho em crianças. O retinoblastoma pode ocorrer em um ou ambos os olhos.

Quais os Sintomas deste câncer?

Como o retinoblastoma afeta principalmente bebês e crianças pequenas, os sintomas não são comuns. Os sinais que você pode notar incluem:

  • Uma cor branca no círculo central do olho (pupila) quando a luz brilha no olho, como quando alguém tira uma fotografia com flash da criança
  • Olhos que parecem estar olhando em direções diferentes
  • Visão ruim
  • Vermelhidão dos olhos
  • Inchaço dos olhos

Quando é necessário consultar um médico?

Marque uma consulta com o médico do seu filho se notar alguma alteração nos olhos do seu filho que o preocupe. O retinoblastoma é um câncer raro, portanto, o médico do seu filho pode explorar outras condições oculares mais comuns primeiro.

Se você tem um histórico familiar de retinoblastoma, converse com seu médico se estiver planejando ter filhos.

Causas desta doença.

O retinoblastoma ocorre quando as células nervosas da retina desenvolvem mutações genéticas. Essas mutações fazem com que as células continuem crescendo e se multiplicando quando as células saudáveis ??morreriam. Esta massa acumulada de células forma um tumor.

As células do retinoblastoma podem invadir ainda mais o olho e estruturas próximas. O retinoblastoma também pode se espalhar (metastatizar) para outras áreas do corpo, incluindo o cérebro e a coluna.

Para a maioria dos casos de retinoblastoma, não está claro o que causa a mutação genética que leva ao câncer. No entanto, é possível que as crianças herdam uma mutação genética de seus pais.

Retinoblastoma que é herdado.

Mutações genéticas que aumentam o risco de retinoblastoma e outros tipos de câncer podem ser transmitidas de pais para filhos.

O retinoblastoma hereditário é transmitido de pais para filhos em um padrão autossômico dominante, o que significa que apenas um dos pais precisa de uma única cópia do gene mutado para passar o risco aumentado de retinoblastoma para os filhos. Se um dos pais carrega um gene mutante, cada filho tem 50% de chance de herdar esse gene.

Embora uma mutação genética aumente o risco de retinoblastoma de uma criança, isso não significa que o câncer seja inevitável.

Crianças com a forma hereditária de retinoblastoma tendem a desenvolver a doença mais cedo. O retinoblastoma hereditário também tende a ocorrer em ambos os olhos, ao contrário de apenas um olho.

Complicações.

As crianças tratadas para retinoblastoma correm o risco de o câncer retornar dentro e ao redor do olho tratado. Por esse motivo, o médico do seu filho agendará exames de acompanhamento para verificar se há retinoblastoma recorrente. O médico pode elaborar um cronograma de consultas de acompanhamento personalizado para o seu filho que inclua exames oftalmológicos frequentes.

Além disso, crianças com a forma hereditária de retinoblastoma têm um risco aumentado de desenvolver outros tipos de câncer em qualquer parte do corpo nos anos após o tratamento, especialmente pineoblastoma, um tipo de tumor cerebral. Por esse motivo, crianças com retinoblastoma hereditário podem fazer exames regulares para rastrear outros tipos de câncer.

Prevenção.

Os médicos não sabem ao certo o que causa a maioria dos casos de retinoblastoma, portanto, não há maneira comprovada de prevenir a doença.

Prevenção para famílias com retinoblastoma hereditário.

Se seu filho for diagnosticado com retinoblastoma, seu médico pode recomendar testes genéticos para determinar se o câncer foi causado por uma mutação genética herdada. Seu médico pode recomendar que você se reúna com um conselheiro genético que possa ajudá-lo a decidir se deve se submeter a testes genéticos.

O teste genético permite que as famílias saibam se seus filhos podem ter um risco aumentado de retinoblastoma, para que os cuidados médicos possam ser planejados de acordo. Por exemplo, os exames oftalmológicos podem começar logo após o nascimento ou, em algumas situações, antes do nascimento do bebê. Dessa forma, o retinoblastoma pode ser diagnosticado muito cedo – quando o tumor é pequeno e a chance de cura e preservação da visão ainda é possível.

O teste genético pode ser usado para determinar se:

  • Seu filho com retinoblastoma está em risco de outros cânceres relacionados.
  • Seu filho com retinoblastoma pode carregar uma mutação genética que pode ser passada para seus futuros filhos.
  • Seus outros filhos estão em risco de retinoblastoma e outros cânceres relacionados.
  • Você e seu parceiro têm a possibilidade de passar a mutação genética para futuros filhos.

Se você achou esta informação útil, compartilhe com seus amigos, dê o like. Se inscreva em nosso canal e ative as notificações.

Mais informações em nosso site. O link está na descrição desse vídeo.

Deus te abençõe.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui