Michelle Bolsonaro e a Operação Tempus Veritatis: Ironia com Citação de Janja

Operação Tempus Veritatis: Ex-Primeira-Dama Michelle Bolsonaro Ironiza Ação da PF com Citação de Janja

53
Ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro ironiza Operação Tempus Veritatis da PF, citando Janja
Ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro ironiza Operação Tempus Veritatis da PF, citando Janja

Na última quinta-feira (8), Michelle Bolsonaro, ex-primeira-dama e atual líder do PL Mulher, expressou sua opinião sobre a Operação Tempus Veritatis. Esta operação, lançada pela Polícia Federal (PF), visa investigar a suposta existência de um grupo que tentou obter benefícios políticos mantendo o ex-presidente Jair Bolsonaro no poder. Para zombar da situação, Michelle recorreu a uma frase de Janja, a atual primeira-dama.

Ao compartilhar uma publicação que afirmava que Jair Bolsonaro tinha 24 horas para entregar seu passaporte, Michelle usou a frase “Se tudo der certo”. Em seguida, ela perguntou aos seus seguidores se eles se lembravam do que Janja havia dito anteriormente.

Em dezembro de 2023, Janja pediu aos militantes do PT que parassem de usar o termo “bolsonarismo” e o substituíssem por “fascismo”. Durante uma mesa na Conferência Eleitoral e Programa de Governo PT, em Brasília, ela sugeriu que, se tudo corresse conforme o planejado, Jair Bolsonaro logo estaria atrás das grades.

Janja, esposa de Lula, declarou na ocasião: “Estou convencida de que precisamos parar de usar o termo bolsonarismo. Esse indivíduo, cujo nome não deve ser mencionado, está inelegível e, se tudo correr bem, logo estará atrás das grades”. Ela então fez o gesto simbolizando grades com as mãos. A “Operação Tempus Veritatis Michelle Bolsonaro” tornou-se um tópico de discussão quente após esses eventos.

Deixe sua opinião