Menino de 14 anos tem mãos e pernas amputadas após sintomas semelhantes à gripe se tornarem fatais

Uma história de resiliência e esperança: O incrível caminho de Mathias Uribe após a amputação de mãos e pernas.

216
O adolescente do Tennessee, Mathias Uribe, teve as mãos removidas na altura do pulso e as pernas removidas abaixo do joelho.

Os pais de um menino de 14 anos tiveram que tomar a angustiante decisão de amputar todas as mãos e pés de seu filho depois que seus sintomas normais de gripe subitamente se tornaram fatais.

Mathias Uribe, do Tennessee, esteve hospitalizado no Monroe Carrel Jr. Children’s Hospital at Vanderbilt por mais de dois meses após ser levado às pressas para o hospital, sentindo-se mortalmente doente em 30 de junho.

Ele foi diagnosticado com pneumonia e síndrome do choque tóxico estreptocócico e entrou em parada cardíaca, conforme relatado pela WSMV.

Mathias foi colocado em uma máquina ECMO [oxigenação por membrana extracorpórea], que manteve o fluxo sanguíneo por todo o seu corpo por duas semanas, permitindo que seu coração e pulmões descansassem. Isso salvou sua vida, mas não havia fluxo sanguíneo suficiente para suas extremidades, forçando os médicos a removê-las, disse o pai do adolescente.

Suas mãos foram amputadas nos pulsos e suas pernas foram amputadas abaixo dos joelhos.

A família de Mathias espera que seu filho, que praticava cross country, jogava futebol e tocava piano, possa em breve deixar o hospital com membros protéticos.

“Eu disse a ele que seríamos seus braços e pernas até resolvermos tudo isso”, disse seu pai, Edgar Uribe, à mídia.

A Dra. Katie Boyle, pediatra da UTI e chefe da equipe de cuidados de Mathias, afirmou que não havia nada que os pais de Mathias pudessem fazer para evitar a amputação de suas mãos e pés.

“Isso é extremamente raro”, disse ela, sobre a rápida deterioração da condição de Mathias. “Às vezes, quando se pega a gripe, você fica vulnerável a uma infecção bacteriana. Mas mesmo assim, a maioria das crianças não fica tão doente quanto Mathias.”

Os pais devem vacinar seus filhos contra a gripe e monitorá-los de perto enquanto estão doentes em busca de sintomas como febre alta, dificuldade para engolir líquidos ou incapacidade de acordar de um sono profundo, o que deve ser motivo para uma visita ao hospital, disse Boyle.

Mathias já passou por mais de uma dúzia de cirurgias até o momento. Espera-se que ele permaneça no hospital por mais um mês, disseram seus pais.

Eles disseram que estão procurando um local em Atlanta onde ele receberá próteses e começará a reabilitação.

“Você terá uma vida incrível”, disse Catalina Uribe ao filho. “Você vai realizar o que quiser fazer. Você não tem limites porque está aqui, Mathias, você está aqui.”

Deixe sua opinião