Mãe venda filha de 10 anos para estuprador

Uma mulher na Rússia vendeu sua filha de apenas 10 anos de idade, para um homem, como pagamento recebeu uma garrafa de vodca e 100 rublos (cerca de R$ 4,97), em seguida deixou que o homem abusasse sexualmente da menor.

O crime aconteceu em um bairro da cidade russa de Khabarovsk. Mais tarde a pequena menina foi encontrada por um pedestre na rua, ela estava assustada, chorando em com as pernas ensanguentadas, parecendo ter sido estuprada.

No mesmo instante, o serviço de emergência e a #Polícia foram chamados e a menina foi encaminhada para o hospital, onde foi confirmado que ela havia sofrido o abuso sexual.

Mais tarde a mãe da menina foi visitá-la no hospital, no entanto quando ela viu sua mãe chegando ficou “extremamente amedrontada”, pedindo para os funcionários que a protegessem da mulher, que também tem um filho de 12 anos de idade.

Pouco tempo depois a polícia encontrou o suspeito pelo abuso da menor na região, ele afirmou aos policiais que podia fazer o que quisesse com a criança pois havia comprado de sua mãe.

A polícia acredita que a mulher estava presente no momento em que sua filha foi cruelmente violentada.

Tanto o homem e a mãe da criança cometeram graves crimes contra a menor. Segundo a publicação, o estuprador passou a negar que tenha abusado sexualmente da criança, no entanto ele encontra-se detido, à disposição da justiça.

Já a mãe da menina fugiu para sua cidade natal de Avan, no entanto, ela teria sido “espancada” pelos moradores locais, que ouviram as acusações de que ela havia vendido sua filha como escrava sexual para um homem.

Segundo a polícia, ela deverá muito em breve enfrentar um interrogatório, mas até o fechamento desta notícia ela não havia sido detida.

A menina, depois de se recuperar no hospital, foi encaminhada a um orfanato russo, aguardando uma nova família.

 

Deixe sua opinião