Courtney Krill, aos 14 anos com sua filha recém-nascida

Courtney Krill tem agora 28 anos, mas o que ela experimentou na vida é algo que inspirará muitas pessoas, especialmente adolescentes. Courtney se tornou uma mãe adolescente quando ela tinha apenas 14 anos.

De acordo com uma carta que Courtney enviou para Love What Matters , ela era uma líder de torcida, nadadora e estudante de honra que frequentava a igreja toda semana. Mas apesar de tudo isso, ela cresceu faminta por atenção, ficou deprimida e começou a usar drogas e à procura de amor e atenção das pessoas erradas.

Quando ela tinha 12 anos de idade, Courtney e suas amigas começaram a fumar, usar drogas e fazer sexo antes do casamento. Por causa disso, chegou o momento em que ela teve que passar por um teste de drogas e descobriu que estava grávida.

Mas apesar de seus erros, sua mãe mostrou-lhe o amor incondicional que ela desejava.

Todos ao seu redor aconselharam e encorajaram-na a fazer um aborto, exceto sua mãe e tia. Courtney foi tentada a abortar seu bebê durante esses tempos, mas um milagre aconteceu.

Alguns meses se passaram e eu não consegui fazer um aborto. Minha mãe me incentivou dizendo que eu estava fazendo uma boa escolha. Depois de todas as minhas terríveis decisões na vida, foi bom saber que eu estava fazendo algo de bom. Decidi manter meu bebê e minha família concordou em me ajudar com ela para que eu pudesse terminar a escola.

Minha mãe me levou a todos os consultórios médicos e me deixou continuar morando em casa. Eu parei de fumar e todas as minhas escolhas doentias de antes, na medida em que eu nem sequer beberia um refrigerante. Eu tive uma gravidez saudável e estava ansiosa para conhecer minha menina”, disse ela.

A filha de Courtney nasceu prematura, com complicações que levam à paralisia cerebral. Apesar dessas provações, o bebê que ela concebeu se tornou uma bela bênção em sua vida e a mãe de Courtney sempre esteve lá para guiá-la.

Eu sei que Deus me deu minha filha para salvar minha vida. Ainda enfrentamos muitos desafios, pois sou uma mãe solteira e ela é diferente. Nós não tomamos nada por garantido. Ela é agora uma menina de 14 anos, feliz, saudável e extrovertida vivendo uma vida livre de qualquer coisa perto da minha vida aos 14 anos. O amor incondicional da minha mãe é uma grande parte disso ”, escreveu Courtney.

De fato, a vida de Courtney serve como uma mensagem poderosa para todos. O aborto não é a resposta. Mas o amor incondicional de nossa família e, acima de tudo, de Deus é o que realmente nos ajudará.

Este artigo foi escrito por Kriza Jo L. Tanduyan
Traduzido e adaptado por Pb. Thiago Dearo

Deixe sua opinião

WhatsApp
Entre e receba as notícias e artigos do dia