líder-igreja-cristãos-proteção-paquistanesO presidente do Conselho Mundial de Igrejas escreveu ao primeiro ministro do Paquistão, instando-o para que tome medidas que previna novos ataques terroristas.

Em sua carta a Nawas Sharif, secretario geral da CMI Dr. Olav Fykse Tveit, expressou seu “profundo mal-estar” aos vários atentados a bombas ocorridos no Paquistão na última semana.

Incluindo um devastador duplo ataque suicida com bomba contra a Igreja de Todos os Santos em Peshawar, em que morreram pelo menos 42 pessoas.

Dr. Tveit escreveu: “Ao expressar nossa firme condenação a estes atos de terroristas, expressamos nossa solidariedade e condolências, especialmente as famílias daqueles que foram assassinados e feridos”.

Levamos todas as pessoas do Paquistão em nossos pensamentos e orações“.

Dr. Tveit visitou o Paquistão em 2011 e ouviu em primeira mão os relatos dos membros da comunidade cristã minoritária dali, sobre a dificuldade de vida em meio da “insegurança e falta de proteção adequada”.

Reiterou a sua profunda preocupação com a segurança e proteção das minorias religiosas no Paquistão, em face a crescente ameaça do extremismo religioso.

Ele concluiu em sua carta: “Nós pedimos que Vossa Excelência tome todas as medidas necessárias para garantir a segurança e proteção das comunidades vulneráveis, especialmente as comunidades religiosas que enfrentam constantes ameaças às suas vidas.”

Portal Padom

Com informações de christiantoday

Deixe sua opinião