jogador futebol fama
Jogador deixa a fama e o futebol para Pregar o Evangelho de Cristo

O jogador de futebol Víctor Turcios deixou a fama e o futebol para pregar o Evangelho. Por traz de cada gol, cada celebração, de cada vitória… O futebol esconde historia antidesportivas.

“Muitas drogas, álcool, prazeres, corrupção”, disse Víctor Turcios, ex-jogador de futebol.

Turcios, ex-capitão da Seleção Nacional de El Salvador, teve uma ascensão bem-sucedida como jogador de futebol.

“Em tenra idade eu me tornei um dos jogadores com uma projeção para o futuro”, disse Turcios.

Mas ele rapidamente aprendeu o lado negro do esporte.

“Alguns pais que são tão apaixonados estão dispostos a vender suas filhas para estar com um jogador de futebol, porque desta forma eles ganham prestígio na sociedade.”

As injustiças da mídia de futebol também começaram a decepcionar Turcios.

“Às vezes, jogadores com famílias e filhos… os donos das equipes não se importam se comem, não pagam seu salário na hora e tudo isso me emocionou e eu disse que isso não está certo”.

Seu bom desempenho na Seleção Nacional de El Salvador atraiu a atenção de grandes clubes de futebol, mas o sucesso não foi acompanhado pela felicidade.

“Eu achava que, conseguindo esses sonhos, a fama, o dinheiro, a Seleção, eu pensava que iria preencher esse vazio”.

No meio dessa atmosfera convulsionada, a falta de Deus em seu coração aumentou sua solidão.

“Quando saía do campo de futebol e estava no meu quarto, a emoção desaparecia, aquela atmosfera, então está claro para mim que tudo isso era muito temporário e muito passageiro e não era permanente”, disse ele.

Turcios foi contratado para jogar em um clube na Finlândia, onde ganhou dois campeonatos e uma experiência que o marcou.

jogador fama dinheiro
Embora tenha conseguido a fama e muito dinheiro Víctor Turcios, sentia o vazio que só foi preenchido ao aceitar a Cristo como Salvador.

Quando menos me lembrei estava de joelhos, estava tremendo de tanto chorar, pedia perdão a Cristo para me salvar, para me libertar, que o futebol, os prazeres desta vida, amigos, a fama não tinha conseguido preencher o vazio que havia nesse jovem

Dias depois veio uma difícil prova: Deus lhe deu coragem para revelar um escândalo em nível mundial.

“Afirmei publicamente que havia certas coisas que estavam acontecendo na Seleção que não eram normais…”

Turcios disse que seus companheiros de equipe haviam vendido partidas por muitos anos.

“Eu já era cristão, filho de Deus, se eu não falasse essas coisas, então eu era cúmplice e coparticipado com aquelas pessoas que estavam fazendo essas coisas.”

Suas declarações levaram à prisão de uma perigosa máfia global de manipulação de resultados.

  “A INTERPOL se aproximou de mim na Finlândia e pôde me informar que essas pessoas são muito perigosas e que estão dispostas a fazer qualquer coisa, é claro que minha confiança estava em Deus e até agora tem sido”.

No auge de sua carreira e com um futuro promissor, ele recebeu o chamado e decidiu deixar aquele ambiente decomposto.

“Havia um profundo desejo dentro de mim de pregar a Palavra de Cristo.”

Atualmente, Turcios prega a palavra e a vive ao máximo.

“O vazio que eu tinha, com Cristo estou completo, não preciso de futebol, estou feliz, tenho paz, tenho alegria, futebol não me deu nada disso, então não sinto vontade de voltar ao futebol, mas Cristo me enche e isso é o suficiente para mim”, concluiu Turcios.

Recentemente Víctor Turcios, deu uma entrevista ao portal cristão CBN, onde conta seu testemunho, assista clicando aqui.

Deixe sua opinião