Um policial encontrou Jesus durante um tiroteio mortal enquanto cumpria um mandado contra um suspeito de pedofilia. Ele quase foi morto, mas Jesus pediu-lhe que o abençoasse e não atirasse de volta.

Mandado de prisão contra um suspeito de pedófila

Em 25 de setembro de 2012, o policial Ali Perez liderou uma prisão dentro de um prédio de apartamentos. Eles estavam atrás de um suspeito que havia abusado de duas meninas. Mas, durante o caminho para dentro do apartamento, Daniel Robert Witczak, o suspeito, esperava por eles armado com um rifle de alta potência.

Jesus aparece durante tiroteio

Os policiais chutaram a porta e entraram no apartamento. Foi quando o suspeito abriu fogo. Ali foi atingido no braço esquerdo. Ele e seu parceiro responderam ao fogo, mas o suspeito continuou atirando. Ali recebeu mais alguns tiros porque não poderia se proteger até que ele e o suspeito tivessem esvaziado suas armas.

Jesus apareceu ao policial e muda tudo

Enquanto os dois estavam correndo para recarregar suas armas, Jesus apareceu de repente diante de Ali. Jesus se interpôs entre eles quando ergueu os olhos.

“Foi magnífico”, lembrou. Então ele disse ao Senhor: “Senhor, eu confio em Você completamente, o que Você quer que eu faça com esse cara?”

Ali viu Jesus pegando uma caneta de pena e um tinteiro e escreveu uma nota do tamanho de uma ficha de três por cinco.

“Ela voou na mesa como uma folha ao vento, e eu o observei com meus olhos. E ela desceu aqui e pousou bem aqui no meu colete ”, Ali contou.

E quando Ali leu, dizia: “Quero que você o abençoe”. Ele ficou chocado porque o suspeito havia atirado nele várias vezes, destroçando seu braço quase inteiramente e ferindo seu corpo. Além disso, o suspeito havia abusado de duas meninas.

Leia também!  O Verdadeiro Natal

“Jesus não disse para recarregar e terminar o trabalho. Ele disse: ‘Quero que você o abençoe’”, disse ele.

Então, Ali olhou para o bandido e disse a ele: “Deus o abençoe, irmão”. Então você não vai acreditar no que aconteceu a seguir. Deus é incrível!

A esquerda o policial Ali Perez e a direita Daniel Robert Witczak, preso por pedófila
A esquerda o policial Ali Perez e a direita Daniel Robert Witczak, preso por pedófila

Confiança em Deus, que tudo terminaria bem

Para surpresa do policial, o suspeito tentou algumas vezes abrir a porta do apartamento, mas recuou quando os policiais abriram fogo. A certa altura, ele se deitou ao lado de Perez e disse: “Ei, vamos sair juntos”.

Quando o atirador recuou para um corredor, Perez viu sua chance de escapar.

Coberto de sangue, Perez foi capaz de rastejar para um lugar seguro. Naqueles momentos, ele disse, ele sabia que não queria morrer e deixar sua família para trás, mas o milagre Celestial que experimentou trouxe algum conforto.

Perez disse que pensou consigo mesmo: “Estou olhando para Jesus, então vai ficar tudo bem”.

Deixe sua opinião