JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

A água é um dos recursos naturais mais importantes do planeta. Precisamente essa importância torna um ‘ponto de discórdia’ para aqueles que mais precisam.

água-excassez-conflitoA história conhece muitos exemplos do choque de interesses quando se trata de disputas por água. “Quando você tem uma fonte de água comum, que se compartilha por várias nações soberanas, sempre haverá a possibilidade de um conflito de interesses. Conflitos que devem ser gerenciável, pode se tornar incontroláveis”, diz Martin Shaerman, fundador do Instituto de Estudos Estratégicos israelense.

A escassez deste elemento é muito forte no Oriente Médio, uma região que já por si parece não necessitar de causas excessivas para que se desate uma guerra em seu território. A água está prestes a ser mais uma daquelas razões para iniciar um conflito.

O Oriente Médio e o Norte da África são considerados as áreas mais pobres do mundo no que diz respeito a recursos de água potável. O clima do deserto e a falta de chuva fazem que a população local seja completamente dependente das águas subterrânea e dos mais importantes rios: o Nilo, o Jordão, o Eufrates e o Tigre.

Historicamente, a região não estava tão densamente povoada e as fontes de água à sua disposição eram suficientes, embora não sem dificuldade, para atender às necessidades do povo. No entanto, desde 1950, a população da região aumentou em um total de 300 milhões de pessoas, um montante igual a todos os cidadãos norte-americanos atuais.

No Egito, por exemplo, a principal fonte de água é o Nilo, que flui desde a Etiópia, que, por sua vez, prevê a construção de uma barragem que irá alimentar o gerador de uma usina de energia no futuro. As águas do Eufrates fluem para a Síria e o Iraque desde a Turquia, pelo que estas nações se veem bastante vulneráveis ??à manipulação de água por seus vizinhos. Jordan, por sua vez, foi colocado em estado de alerta após a construção de uma barragem síria em um rio de que depende o seu abastecimento.

Um dos mais controversos em relação a este assunto são as Colinas de Golã. A água da chuva de sua bacia hidrográfica fornece um terço do abastecimento de Israel. “Qualquer um que esta aqui entende a importância das Colinas de Golã para o abastecimento de água para Israel, porque cada gota de água flui do mar da Galiléia. Assim, podemos dizer que é uma obrigação para o controle do Estado israelense essas fontes de água”, diz o vizinho local Avi Zeria.

A Água das Colinas de Golã tem uma longa história como uma semente de conflito. Foi um ponto-chave em 1967, durante a Guerra dos Seis Dias, quando foi ocupada por Israel.

Além disso, os vizinhos locais vivem em constante preocupação por seus negócios. Por exemplo, o setor do vinho, uma vez que seu produto é diretamente dependente dos recursos hídricos. “A água é importante porque é o segundo maior recurso principal que temos depois da terra. Cada cultura precisa de água, sem água todas as suas colheitas serão destruídas, como toda a agricultura. E as Colinas de Golã poderia se tornar um deserto” indica o produtor de vinhos local Babi Kabalo.

Mas esta área é apenas um exemplo do que acontece no mundo pela crescente falta deste recurso natural. A escassez é cada vez maior e poderia mudar o cenário internacional, causando vários conflitos.  – rt

Portal Padom

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗