Cristãos em todo o mundo exigem que Boko Haram liberte menina de 15 anos que está em cativeiro 150 dias por sua fé em Jesus

Garota cristã de 15 anos, foi sequestrada com outros 110 cristãos pelo grupo radical islâmico Boko Haram na Nigéria, deste grupo ela é a única que continua presa por não negar sua fé em Jesus.

0
320
menina 15 anos cristã cristãos boko haram
A menina, Leah Sharibu, é a única pessoa desse grupo que ainda é mantida em cativeiro pelos terroristas porque se recusa a renunciar à sua fé em Jesus Cristo.

Cristãos no Reino Unido e na Nigéria realizaram um protesto na quarta-feira para marcar os 150 dias que se passaram desde que uma garota cristã de 15 anos foi sequestrada junto com outros 110 cristãos pelo grupo radical islâmico Boko Haram na Nigéria.

A menina, Leah Sharibu, é a única pessoa desse grupo que ainda é mantida em cativeiro pelos terroristas porque se recusa a renunciar à sua fé em Jesus Cristo.

A Christian Solidarity Worldwide, diz que Sharibu “pagou o preço” por sua fé com sua liberdade, está convocando os cristãos em todo o mundo a orar e agir, encenando protestos exigindo o retorno seguro da adolescente à sua família.

Um desses protestos ocorreu no Alto Comissariado da Nigéria, em Londres, na quarta-feira, com os cristãos orando e segurando cartazes em apoio a Sharibu.

“É muito importante lembrar que isso não é apenas um protesto – isso é oração e protesto. A CSW acredita nessas duas coisas juntas”, disse o CEO da CSW, Mervyn Thomas, à Premier em um artigo na quarta-feira.

“Então esperamos que Deus responda a oração, mas também esperamos que o governo nigeriano tome medidas“, acrescentou Thomas.

Em fevereiro, Sharibu tornou-se uma das milhares de mulheres e crianças que Boko Haram sequestrou em suas incursões no país africano.

Sua mãe, Rebecca Sharibu, disse ao grupo de vigilância de perseguições Open Doors USA em abril que está orgulhosa de sua filha.

“Eu sei que Deus nunca a abandonará. Quando ela foi para a escola, eu dei a ela uma cópia da Bíblia para que ela pudesse ter suas devoções pessoais mesmo quando eu não estivesse lá. Como sua mãe, eu sei que ela é uma filha obediente, respeitosa e alguém que coloca os outros antes de si“, disse a mãe na época.

Celebridades nigerianas, como a cantora veterana Onyeka Onwenu, também estão fazendo pedidos para que o presidente Muhammadu Buhari faça mais para encontrar e resgatar Sharibu.

“Presidente Buhari, peço-lhe que use todas as influências, todos os meios para pressionar o Boko Haram a libertar Leah Sharibu que escolheu permanecer fiel a Jesus Cristo e a todas as outras pessoas mantidas em cativeiro“, alegou Onwenu no Facebook .

“Leah é uma estudante heterossexual ‘A’, estou implorando ao Boko Haram para agradar em nome de tudo que é bom, libertar cada prisioneiro que os deixe viver, deixar a Nigéria viver”, acrescentou a cantora.

“Eu também peço ao presidente Buhari para ser inspirado pela missão de resgate bem-sucedida dos meninos tailandeses para fazer o mesmo para resgatar crianças detidas pelo Boko Haram.”

Na terça-feira, a International Christian Concern compartilhou uma carta do pai de Sharibu, Nathan, que disse: “Ainda não há notícias sobre nossa filha. Precisamos de ajuda de qualquer um para pressionar o governo federal da Nigéria a fazer o que for possível para minha filha ser libertada“.

O gerente regional da ICC, Nathan Johnson, instou o governo Buhari a não desistir de Sharibu e de outras alunas sequestradas antes das eleições políticas de 2019.

“Nós, como comunidade internacional, devemos continuar a trabalhar em nome de Leah e outras garotas Chibok ainda em cativeiro. Não podemos deixar que as pessoas esqueçam o perigo e o sofrimento que essas corajosas jovens enfrentam diariamente”, acrescentou Johnson.

Associações cristãs da Nigéria advertiram que haveria uma “guerra religiosa” se Sharibu fosse morta pelos islamitas.

“Leah Sharibu não deve morrer. Sua morte, Deus proíbe, pode significar desgraça para a Nigéria. Pode dar um convite aberto à guerra religiosa porque Leah está sendo detida puramente por causa de sua religião“, Adebayo Oladeji, assistente especial em mídia e comunicações, para a Associação Cristã da Nigéria Presidente, disse em maio.

Caro leitor do Portal Padom, você também pode entrar nessa campanha para que soltem esta corajosa menina que tem se mostrado fiel a Cristo, clique aqui e preencha o cadastro.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui