Cristãos devem evangelizar e envolver-se com o trabalho da igreja local, diz pastor

Um pastor está chamando os cristãos para uma mudança de atitude em relação à igreja local, pedindo que se envolvam com a Obra de Deus e que tenham mais compromisso com o trabalho que é feito.

0
391

Um pastor está chamando os cristãos para uma mudança de atitude em relação à igreja local, pedindo que se envolvam com a Obra de Deus e que tenham mais compromisso com o trabalho que é feito.

Chris Sonksen, pastor da Igreja de South Hills, na Califórnia, revela uma análise de pesquisa que indica o quanto a frequência à igreja nos Estados Unidos diminuiu.

Regularmente, eu reúno e treino pastores e líderes de igrejas de todo o país através da minha plataforma de liderança, ChurchBOOM. Essas conversas têm um tema comum: muitos dos membros que frequentam a igreja estão inativos em respeito a servir, dar e alcançar a comunidade com o Evangelho”, diz o pastor.

Na maioria das igrejas, 80% do trabalho é feito com apenas 20% ou menos da congregação. Nós nos tornamos uma igreja de espectadores e a equipe pastoral está se esgotando”

Sonksen revela outros números que são motivo de reflexão: “Apenas 39% dos crentes ativos literalmente consideram a Bíblia como a Palavra de Deus. Menos de 20% obedecem ao princípio bíblico de contribuição e apenas 5% compartilham sua fé com um não convertido. Mais da metade da igreja local frequentam os cultos uma vez por mês ou menos.”

Para ele, a conclusão parece lógica: “Algo precisa mudar. Essa frequência casual e a ideia de que os outros sirvam, contribuam e anunciem o Evangelho estão lentamente destruindo as igrejas. Então é hora de entrar ou sair.”

A partir daí ele propõe que os crentes acomodados “renunciem“. “Isso mesmo, renuncie, renuncie à maneira casual de ver os princípios de Deus, você pode imaginar o que aconteceria com nosso caminho pessoal de fé e com nossa comunidade de fiéis?“, pergunta ele.

O pastor defende que essa decisão é capaz de revolucionar a igreja. “Minhas conversas com os cristãos nos últimos anos revelaram o motivo da desmotivação na igreja, a verdade é que, se não somos apaixonados por algo, não o fazemos, se não gostamos de algo que acontece na igreja buscamos outra coisa: quando acreditamos que as práticas espirituais não se encaixam em nosso estilo de vida, simplesmente não as praticamos“, diz ele.

O líder cristão lembra que “a Igreja local não é um edifício, é um corpo de crentes que cumpre o propósito de Deus. Quando os crentes veem sua participação e compromisso individual uma maneira casual, eles enfraquecem todo o corpo de Cristo e o impacto que somos chamados a causar na sociedade. Deus quer que realizemos o nosso potencial nEle.” Ele concluiu dizendo que Jesus “sentia que valia a pena morrer pela Igreja e, como cristãos, deve ser a nossa missão de valorizar isso e viver para ele. E a melhor maneira de fazê-lo é ´sair’ da igreja como temos hoje.”

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui