Ouvir as queixas do povo de Deus é o costume dos pastores. Eles deveriam dar cursos sobre isso no seminário. Alguém, por favor, diga ao recém-ordenado para se preparar.

Infelizmente existem muitos cristãos que vivem reclamando, tornando isso desgastante tanto para ele, quanto para o ouvinte.

 Isso inclui dois grupos de pessoas: os não salvos (representados pela infame multidão mista de incrédulos e parasitas que subiram do Egito com Moisés e Israel) e os não espirituais. O último grupo é salvo, mas sentou-se dentro do portão da frente e não se aprofundou nas coisas espirituais.

Todos nós temos nossa lista de irritações de animais de estimação na vida. Nós, pastores, temos nossa lista de expressões que as pessoas usam para manipular os outros para que possam fazer o que querem. Aqui está minha lista pessoal das piores coisas que ouvi dizer na igreja.

1. “O pastor não está atendendo às minhas necessidades”

Ele não está lá para atender às suas necessidades. Jesus faz isso. O pastor está lá como pastor para cuidar de todo o rebanho e para garantir que alimentos saudáveis ??estejam disponíveis e procedimentos seguros sejam implementados. Ele está lá para torná-lo santo, não feliz.

2. “Não estou sendo alimentado espiritualmente”

Os bebês precisam ser alimentados com colher. Os adultos podem se alimentar sozinhos. Desde que fui capaz de ler a Bíblia por mim mesmo e estudar a Palavra de Deus independentemente, não dependi do pastor para me arrotar.

3. “Eu tenho o direito …”

A fé cristã é sobre a graça e misericórdia de Deus. Agradecemos a Deus por não nos dar o que merecemos. Os crentes fiéis mostram o mesmo tipo de dedicação e amor uns pelos outros. Mas em nenhum momento um filho de Deus deve insistir em seus direitos.

Leia também!  Jesus está voltando!

Se tivéssemos o que merecemos, estaríamos todos no inferno .

4. “Não sou de fofocar, mas…”

Esse é sempre o prelúdio para a fofoca.

Quando eu era um jovem pastor, uma senhora da igreja confidenciava: “Agora, sei que você gostaria de saber…” Era sua maneira de repassar fofocas.

Sufocar o desejo de repassar o lixo mais recente para alguém na igreja é uma das habilidades mais difíceis de adquirir. Apenas o maduro pode fazer isso.

5. “Agora, não estou dizendo quem, mas algumas pessoas estão insatisfeitas com…”

A crítica anônima é uma das coisas mais covardes já inventadas no inferno. Quando o pastor pergunta: “Quem é exatamente esse que você diz que está infeliz?” seu crítico responde: “Bem, não tenho liberdade para dizer.” (Nesse ponto, o pregador deve se levantar e mostrar a porta ao falador) . “Esta conversa acabou, amigo.” 

Os líderes leigos devem ensinar os membros a nunca, jamais, fazer críticas anônimas a eles ou a seus ministros.

6. “Eu dei o dinheiro para isso, então tomarei a decisão de como ele será usado”

Uma vez que nossas ofertas estão no prato de ofertas, eles pertencem ao Senhor e à Sua igreja. O doador abre mão de todo o controle e não tem direito a nada como resultado. (O dinheiro dado a um programa missionário ou à benevolência não pode ser ditado pelo doador. O procedimento da Igreja decide como será usado.)

7. “Desculpe. Não tenho um dom para isso”

Cada crente pode servir de centenas de maneiras, quer sejamos “talentosos” em uma área específica ou não. Ninguém requer uma unção específica de Deus para compartilhar sua fé, orar uma oração ou dar uma aula.

Leia também!  Pastor de Barack Obama também se declara a favor do casamento gay

8. “Por que ‘eles’ não fazem alguma coisa?”

Um amigo disse que três grupos de pessoas podem ser encontrados em cada congregação. Existem consumidores: “Apenas navegando”. Existem clientes: “Viemos para esta igreja por causa do programa de música” (ou para crianças, missões, ensino da Bíblia , etc). Se você cancelar esse programa, eles vão embora. E tem os acionistas: anuncia uma jornada de trabalho e são eles que aparecem. Você constrói uma igreja com os acionistas, não com os outros dois grupos, embora a maioria dos últimos fosse um dos primeiros anteriormente.

9. “O pregador é um ditador”

Bem, alguns pregadores são conhecidos por tiranizar congregações, então vamos admitir isso logo de cara. Não há lugar para isso na casa de Deus. No entanto, Atos 20:28 diz que o Espírito Santo torna os pastores os superintendentes da igreja, e Hebreus 13:17 nos convida a nos submeter àqueles que estão sobre nós no Senhor.

Pessoalmente, teria cuidado ao acusar o pastor de ser um ditador. Fico pensando em uma época em que a acusação foi feita por mim. O comitê de construção da igreja decidiu que precisávamos renovar nosso santuário envelhecido e eu apoiei a decisão e, como pastor, tornei-me o porta-voz do esforço. Em pouco tempo, alguns começaram a me acusar de engendrar este projeto (por quais motivos eu nunca pude discernir) e de forçá-lo a seguir adiante. Vai saber.

10. “Não sei o que a Bíblia diz, mas sei no que acredito”

Cada crente deve trazer nossas convicções e crenças sob o senhorio de Jesus e a autoridade da Palavra de Deus. Se estivermos apegados a uma doutrina ou crença sobre a qual a Escritura diz o contrário, os espiritualmente maduros irão descartar a convicção falha e permanecer na Palavra. O imaturo e carnal irá insistir que ser fiel às suas próprias crenças – falhas como elas são – é a forma mais elevada de fidelidade.

Leia também!  Pastor foi despido e espancado no momento em que orava por garoto de 8 anos

Suspeito que um dos maiores testes de maturidade e fidelidade no Reino é a capacidade de receber correção da Palavra de Deus, até o ponto de desistir de crenças e doutrinas queridas que consideramos preciosas, mas agora vemos como erradas.

Que possamos  trazer todas as áreas de nossas vidas sob o senhorio de Jesus Cristo .

por: Joe McKeever

traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D. F. de Lima

Deixe sua opinião