Últimos planos do Papa Francisco alimentam rumores sobre renúncia

Francisco sediará consistório em agosto e depois visitará o festival Perdonanza Celestiniana, iniciado pelo papa que renunciou

0
53
Doente papa Francisco aparece com cadeira de rodas
Doente papa Francisco aparece com cadeira de rodas

Os rumores que circulam desde o início de maio de que o Papa Francisco pode se aposentar foram alimentados pelo anúncio de que ele participará de uma festa iniciada por um papa do século 13 que renunciou.

As especulações de que o homem de 85 anos poderia seguir os passos de seu antecessor Bento XVI e renunciar ao cargo surgiram no início de maio, quando ele apareceu em público usando uma cadeira de rodas pela primeira vez, depois de passar por uma pequena operação para tratar uma dor no joelho.

Ganhou ainda mais  impulso quando tomou a decisão incomum de sediar um consistório em 27 de agosto para criar novos cardeais, alguns dos quais serão elegíveis para eleger o sucessor do pontífice no próximo conclave.

No dia seguinte, Francisco viajará para L’Aquila, cidade de Abruzzo devastada por um terremoto em 2009, para o festival Perdonanza Celestiniana, durante o qual visitará a catedral que abriga o túmulo de Celestino V, papa eremita que renunciou em 1294 depois de apenas cinco meses no trabalho. Bento XVI também visitou o túmulo em 2009, deixando para trás seu pálio(faixa de pano de lã branca que é colocada sobre os ombros ) no que alguns comentaristas na época disseram ser um gesto simbólico antes de sua própria renúncia, que veio em 2013.

“É muito estranho ter um consistório em agosto, não há razão para que ele precise convocar este [evento] com três meses de antecedência e depois ir para L’Aquila no meio dele”, disse Robert Mickens, editor de Roma da edição em inglês do La Croix, um jornal diário católico.

Uma semana depois do consistório, o pontífice se reunirá com os cardeais para informá-los sobre suas reformas na administração central do Vaticano, que incluem a imposição de limites de mandato aos chefes dos escritórios do Vaticano e a permissão para que as mulheres ocupem esses cargos.

“Acho que haverá outro anúncio: pode não ser que ele vá renunciar, mas acho que é uma possibilidade muito boa”, acrescentou Mickens.

No início de seu papado, Francisco disse que gostaria de ver a renúncia de um papa se tornar normal e, em 2015, disse ter a sensação de que seu pontificado será breve, descrevendo a decisão de Bento XVI de renunciar como “corajosa”.

Bento XVI, que escolheu ser chamado de Papa Emérito Bento XVI em vez de voltar a Joseph Ratzinger, tinha 85 anos no momento de sua renúncia.

“Há muito simbolismo em jogo aqui e eu vejo [a especulação] com um pouco de cinismo”, disse Christopher White, o correspondente do Vaticano para o National Catholic Reporter. “Não acho provável que Francisco queira dois papas aposentados em segundo plano. Involuntariamente ou não, ter um papa em um papel indefinido tem sido uma fonte de dores de cabeça ocasionais para Francisco”.

White acrescentou que uma das coisas que Francisco queria fazer, caso Bento morresse antes dele, era instituir reformas sobre o papel que um papa aposentado deveria desempenhar. O pontífice também provavelmente gostaria de ver o sínodo sobre sinodalidade, um processo de dois anos que termina com uma grande cúpula no Vaticano em outubro de 2023.

“Dito isso, a coisa mais importante que aprendemos sobre este papa nos últimos 10 anos é que ele continua a nos surpreender, e parece ter grande prazer nesse elemento surpresa”, disse White.

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui