Seita dos EUA garante que o mundo vai acabar hoje

2011-05-20T190449Z_01_LAB02_RTRMDNP_3_APOCALYPSE-PREDICTION
RALEIGH – Um movimento cristão espalhou, a partir dos Estados Unidos, a mensagem de
que o mundo acabará neste sábado, 21. Para alguns, será o Dia do Julgamento. Para outros,
é momento de festa. Segundo o grupo, Jesus Cristo retornará à Terra para reunir os fiéis e levá-los ao paraíso.
Enquanto as principais correntes do cristianismo não compram a história, muitos céticos
debocham dela. Festas Diversas celebrações foram convocadas no Facebook ao redor dos Estados Unidos, com os
“descrentes” programando festas para o sábado e garantindo que o mundo não acabará. A
profecia também foi debochada pela tira de quadrinhos “Doonesbury”. Na cidade de Fayetteville, na Carolina do Norte, a seção local da Associação Humanista
Americana convocou uma festa de dois dias, com início na noite do sábado e continuação
no domingo, quando ocorrerá um show de música. “Não queremos que ninguém se sinta
insultado, todos podem vir, até os cristãos”, disse o organizador, Geri Weaver.
Igreja independente A profecia começou com Harold Camping, um engenheiro civil aposentado de 89 anos de
Oakland (Califórnia), que fundou a Family Radio Worldwide, uma igreja protestante
independente que propagou sua profecia ao redor dos EUA e em muitos lugares do mundo. A “segunda vinda de Cristo”, uma crença de que Jesus voltará e levará os fiéis ao paraíso,
após um período de tribulações na Terra que precederá o fim dos tempos, é uma noção
relativamente nova no cristianismo e muitos ramos cristãos não acreditam nela. Mesmo os
fiéis raramente tentam marcar uma data para o evento. As profecias de Camping foram feitas a partir de cálculos numerológicos baseados na leitura
que ele fez da Bíblia. Ele afirma que eventos mundiais, como a criação do Estado de Israel
em 1948, confirmam suas previsões.
‘Idade da Igreja’ Camping já foi ridicularizado por uma profecia de que o mundo iria acabar em 1994, mas
seus seguidores afirmam que ele se referia apenas ao final de uma “idade da Igreja”, uma
época onde seres humanos poderiam ser salvos por igrejas organizadas. Agora, eles dizem,
apenas os que estão fora das igrejas que eles consideram profundamente corruptas podem
esperar ser levados aos céus. “Sem sombra de dúvidas, 21 de maio será a data da segunda vinda e do Dia do
Julgamento”, disse Camping em janeiro deste ano. Essas profecias não são novas, mas a
teoria mais recente de Camping foi propagada com entusiástico vigor – não apenas a Family
Radio, mas vários outros grupos aderiram a ela. Eles usaram o rádio, a TV via satélite, websites, propagandas em metrôs e sermões
religiosos não só nos EUA, como em dezenas de cidades da América Latina à Ásia. “A
profecia foi propagada em quase todos os países”, afirma Chris McCann, que trabalha para o
website eBible Fellowship, um dos grupos que propagam que o mundo acabará amanhã. “Os únicos países onde não houve uma certa divulgação foram os da Ásia Central, os ‘tãos’:
Afeganistão, Usbequistão”, disse.
Propagandas intensivas “Eu decidi passar os últimos dias com minha família e colegas de fé”, disse Mary Exley, que
deixou sua família no Colorado, no ano passado, para se juntar à Family Radio e passou a
divulgar a mensagem do fim do mundo, inclusive em viagens ao Oriente Médio. Segundo
ela, o grupo fez propagandas intensivas em Israel, Jordânia, Líbano e Iraque. No Vietnã, a profecia levou a um tumulto que envolve milhares de membros da etnia
Hmong, que se reuniram perto da fronteira com o Laos no começo deste mês, para esperar
os eventos de 21 de maio. O governo, que possui uma longa história de desconfiança com
minorias étnicas tribais, deteve um líder “extremista” dos Hmong e dispersou outros 5 mil
que estavam reunidos. Nos EUA vários grupos cristãos criticam a profecia. “É irresponsável entrar nesse tipo de
especulações” disse o reverendo Daniel Akin, presidente do Seminário Batista em Wake
Forest, Carolina do Norte. “Essa profecia pode prejudicar fiéis ingênuos e eles podem ser
facilmente iludidos”, afirmou.

ESTADÃO / PORTAL PADOM

Deixe sua opinião