Reuel Bernardino, presidente dos Gideões Missionários da Última Hora e da Igreja Assembleia de Deus em Camboriú, Santa Catarina, renunciou nesta quarta-feira, 19, a presidência da duas instituições.

Segundo informações vazadas nas redes sociais, ele afirmou que pediu a jubilação à Convenção das Assembleias de Deus de Santa Cataria (CIADESCP), entregando o cargo que havia assumido desde o agosto de 2016, quando seu pai o pastor Cesino Bernardino faleceu.

Reuel durante o tempo em que esteve na liderança dos ministérios, envolveu-se em diversas polêmicas,principalmente devido a problemas financeiros, e aparentemente ele não aguentou tanta critica. “Não suportei mais tanta falsidade e ingratidão. Passo a cuidar de minha saúde daqui por diante e servir a Deus com liberdade”, queixou-se.

Quero louvar a Deus por tudo que fiz pelos Gideões desde que iniciei com meu saudoso pai”, disse Reuel, “Vos declaro que no dia 18, fui procurado pela convenção e pedi minha jubilação e foi aceito. Não suportei mais tanta falsidade e ingratidão. Passo a cuidar da minha saúde daqui por diante e servir a Deus com liberdade. Tributo Deus e meu saudoso pai que procurei honra-lo e fui com ele até o fim da sua vida. Agora cuidar da minha salvação, saúde e minha querida família. Portanto os Gideões passa a ser uma instituição da Convenção de Santa Catarina, na presidência do pastor Nilton Santos. Paz. já não sou mais presidente dos Gideões e também não sou mais presidente da igreja de Camboriú. Que Deus vos abençoe sempre” finalizou.

Reuel Bernardino renuncia os Gideões com medo de ser preso

Ainda, segundo um áudio divulgado nas redes sociais, Reuel Bernardino decidiu renunciar a presidência por medo de ser preso, devido algumas denuncias que o Ministério Público tem contra ele.

Se a Policia Federal adentrar nos Gideos e pegar toda a documentação, os computadores tudo, com certeza ele vai pra cadeia, ele e mais uns comparsas que vive ao lado dele, que tira dinheiro das pessoas e não repassam ao caixa da missão.“, diz uma pessoa no áudio, falando que esta em uma reunião com a Convenção para decidir o futuro de Reuel.

Deixe sua opinião