O líder espiritual do partido ultra ortodoxo sefardita Shas, o rabino Ovadia Yosef, convocou aos judeus para orar em Rosh Hashaná para a destruição do Irã e do Hezbollah.

O apelo de Yosef, foi feito em seu sermão no último sábado, uma semana após ser  informado pelo chefe do Conselho de Segurança de Israel, major general Yaakov Amidror, sobre as ameaças do governo iraniano.

A reunião do líder religioso com as autoridades militares seria parte dos esforços do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu para obter o apoio da população para um ataque israelense às instalações nucleares iranianas em breve.  Eli Yishai, que é membro do gabinete de segurança composto por nove ministros, se opõe ao ataque. Mas como membro dos Shas, ele agora deve ouvir seu guia espiritual.

Em seu sermão Yossef, teria dito que: “Quando dizemos a bênção sobre as datas durante nossa refeição de Rosh Hashaná, e pedimos a Deus para pôr um fim aos nossos inimigos, deveríamos pensar sobre os governantes iranianos, aqueles perversos que ameaçam Israel. Que o Senhor possa destruí-los e os mate”.

“Nós temos o Hezbollah e nós temos o Irã”, teria dito Yosef. “Que o Senhor, bendito seja seu nome, os elimine da face da terra.” Durante a refeição de Rosh Hashaná, alguns judeus têm uma tradição de recitar bênçãos especiais sobre os alimentos que usam duplos sentidos para abençoar o novo ano. A bênção sobre a data, ou tamar, geralmente pede a Deus exterminar os inimigos do povo judeu.

Portal Padom

Traduzido e adaptado de Forward

Deixe sua opinião