Início Textos Edificantes Artigos Qual é o significado do arco-íris na Bíblia?

Qual é o significado do arco-íris na Bíblia?

Então, qual é o verdadeiro significado do arco-íris? Para responder a essa pergunta, devemos olhar além dos livros de colorir infantis e filmes realmente estranhos para a Bíblia - a única fonte verdadeiramente infalível, inspirada e autorizada da verdade que temos.

96

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

A maioria dos meus dias é preenchida com eventos e cenários mundanos. Às vezes, algo digno de nota acontece, mas normalmente estou vendo e fazendo o que vi e fiz centenas, senão milhares de vezes. No entanto, de vez em quando, algo extraordinário acontece, (como um arco-íris) levando-me a ficar quieto e ficar maravilhado.

Um exemplo desse tipo de evento notável seria o aparecimento de um arco-íris no céu. Acho que nunca testemunhei o aparecimento de um arco-íris onde alguém não apontou para o céu e disse: “Olha, um arco-íris!” E, normalmente, quanto mais brilhante e colorido é o arco-íris, mais as pessoas barulhentas, incluindo eu, o aplaudem.

A Visão Mundial do Arco-Íris

Por mais belo e único que seja um arco-íris, há uma explicação simples e não milagrosa para esse fenômeno. Os cientistas sabem há muito tempo que o arco-íris aparece quando as gotas de chuva agem como “minúsculos prismas”.

A luz branca do sol brilha em um lado de uma gota de água, é refletida no outro lado da gota e, em seguida, sai para o outro lado do céu como um arco circular ou arco de cor que é refratado ou dividido em o espectro de cores.

Os arco-íris contêm um continuum de cerca de 1 milhão de cores indistinguíveis ao olho humano. Em vez disso, só podemos realmente ver sete tons de cores: violeta, anil, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho.

Na verdade, um arco-íris não é muito mais do que uma “ilusão de ótica” que só aparece quando o observador está olhando do ângulo certo em relação à fonte de luz.

No entanto, a beleza e a aparência mística do arco-íris fizeram com que ele fizesse parte de diferentes mitos entre muitas culturas ao redor do mundo. Por exemplo, os nórdicos o viam como uma “ponte” Bifrost para os deuses cruzarem da terra para sua casa chamada Asgard.

Da mesma forma, os antigos japoneses acreditavam que o arco-íris permitia que seus ancestrais falecidos voltassem à Terra, e os Navajo acreditavam que esse era o caminho dos espíritos sagrados. Ainda hoje, existe uma velha lenda irlandesa comumente contada (muitas vezes de brincadeira) que há um pote de ouro no final de cada arco-íris guardado por um duende astuto.

Porque o diabo é o “pai da mentira” ( João 8:44 ), todos os mitos sobre o arco-íris são inverdades que nos distraem de descobrir o verdadeiro significado simbólico por trás disso.

Na verdade, uma das distrações de maior alcance (embora sutil ) em nossa cultura contemporânea aconteceu em 1978, quando um artista sequestrou o arco-íris para projetar uma bandeira para representar a comunidade LGBT e celebrar um estilo de vida pecaminoso, antinatural e até mesmo destrutivo.

O verdadeiro significado do arco-íris

Então, qual é o verdadeiro significado do arco-íris? Para responder a essa pergunta, devemos olhar além dos livros de colorir infantis e filmes realmente estranhos para a Bíblia – a única fonte verdadeiramente infalível, inspirada e autorizada da verdade que temos.

O arco-íris aparece pela primeira vez nas Escrituras no final da história do dilúvio mundial em Gênesis 6-9. Por causa do contínuo mal e maldade da humanidade (Gênesis 6:5-12), Deus decidiu fazer chover por 40 dias e noites e inundar toda a terra – matando tudo e todos, exceto um homem chamado Noé e sua família e um bando de animais mantidos a salvo dentro de uma arca de madeira.

Após vários meses de eventos interessantes, o julgamento de Deus foi “contido” e a chuva parou (Gênesis 8:2), resultando em um arco-íris que apareceu no céu.

Se esta foi a primeira aparição de um arco-íris na história humana (porque ainda não havia chovido como Gênesis 2:5 parece dizer) ou foi apenas Deus redirecionando o fenômeno que já existia (como Ken Ham explica), a Bíblia é muito claro sobre o que o arco-íris simboliza.

Depois que as águas do dilúvio baixaram e Noé conseguiu sair do barco para a terra seca, ele construiu um altar e ofereceu um holocausto a Deus. Em resposta, Deus declarou esta promessa a Noé e sua família:

Então disse Deus a Noé e a seus filhos, que estavam com ele:’Vou estabelecer a minha aliança com vocês e com os seus futuros descendentes, e com todo ser vivo que está com vocês: as aves, os rebanhos domésticos e os animais selvagens, todos os que saíram da arca com vocês, todos os seres vivos da terra. Estabeleço uma aliança com vocês: Nunca mais será ceifada nenhuma forma de vida pelas águas de um dilúvio; nunca mais haverá dilúvio para destruir a terra’.
E Deus prosseguiu: ‘Este é o sinal da aliança que estou fazendo entre mim e vocês e com todos os seres vivos que estão com vocês, para todas as gerações futuras: o meu arco que coloquei nas nuvens. Será o sinal da minha aliança com a terra. Quando eu trouxer nuvens sobre a terra e nelas aparecer o arco-íris, então me lembrarei da minha aliança com vocês e com os seres vivos de todas as espécies. Nunca mais as águas se tornarão um dilúvio para destruir toda forma de vida. Toda vez que o arco-íris estiver nas nuvens, olharei para ele e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies que vivem na terra“. – Gênesis 9:8-16

Portanto, considerando esta passagem, Deus atribuiu um significado especial ao arco-íris para que, toda vez que o virmos, possamos ser lembrados da aliança de Deus de nunca destruir tudo e todos na terra novamente com um dilúvio.

Claro, existem alguns outros detalhes que podemos notar nesta história, como o poder de Deus sobre os elementos, bem como a constância das estações, as rotações da terra e as mudanças de temperatura na terra (Gênesis 8:22).

Por mais fantástico que possa parecer, este evento de inundação mundial realmente aconteceu. E embora certamente não seja um mito ou mesmo uma história alegórica, ainda existem lições que devemos aprender para nossas vidas hoje.

É intrigante que tantos mitos explicam o arco-íris como uma espécie de “ponte” sobrenatural (como observamos acima), porque o tema mais importante que o arco-íris ilustra para nós é o gracioso e grande propósito de redenção de Deus (especialmente à luz de sua justiça e santo julgamento) não apenas para poupar Noé e sua família, mas também para dar à humanidade (mais uma) chance de começar de novo.

Essas foram boas novas para Noé porque, apesar da retidão de Noé que (de certa forma) foi um novo “protótipo” para a humanidade, o coração da humanidade ainda era “mau desde a sua juventude” (Gênesis 8:21).

Na verdade, embora Noé construísse um altar para adorar a Deus imediatamente saindo do barco, não demorou muito até que sua embriaguez resultasse em novas maldições para alguns de seus descendentes (Gênesis 9).

O arco-íris nos lembra do Evangelho

E é uma ótima notícia para nós também porque esta história nos aponta clara e belamente para o tempo em que Deus enviou seu próprio Filho, Jesus, para morrer na cruz e então ressuscitar para dar à humanidade uma incrível oportunidade de escapar do julgamento sendo “ escondido com Cristo em Deus ”(Colossenses 3:3 ; 1 Pedro 3:20-22 ; 2 Pedro 2:9).

E por causa do evangelho, podemos responder à graça de Deus com entrega fiel e ser salvos. Como Paulo estabeleceu para nós:

A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.”Romanos 10:9,10

por: Robert Hampshire
traduzido e adaptado por: Pb. Thiago D. F. de Lima

Deixe sua opinião