Pesquisa revela o que os adolescentes pensam de Jesus

Como os adolescentes de hoje em todos os grupos religiosos pensam sobre Jesus, a Bíblia e a justiça? Impressionante o resultado da pesquisa.

407

Como os adolescentes de hoje em todos os grupos religiosos pensam sobre Jesus, a Bíblia e a justiça? A empresa de pesquisa cristã Barna, com sede nos EUA, fez essa pergunta a quase 25.000 adolescentes em 26 países e obteve respostas encorajadoras.

“Os dados mostram que é raro que os adolescentes pensem mal de Jesus”, diz Barna, que descobriu que a maioria deles tem uma percepção positiva Dele, com 49% dos adolescentes descrevendo Jesus como “amoroso”, 46% acreditam que Ele oferece esperança e 43% dizem que Ele se preocupa com as pessoas.

Apenas 8% disseram que Ele está desapegado dos problemas reais de hoje, 7% acreditam que Ele é crítico, 6% acham que Ele é irrelevante e 4% dizem que Ele é hipócrita.

“A impressão global de Jesus é que ele é confiável, generoso, sábio, pacífico, brilhante…”, acrescentou Barna.

Quando Barna perguntou aos adolescentes se eles acreditavam que a Bíblia ensina sobre viver uma vida significativa, 38% concordaram fortemente. Da mesma forma, 36% disseram que a Bíblia os ajuda a entender seu propósito na vida e 34% disseram que os ajuda a viver com sabedoria na sociedade de hoje.

Quando se trata de sua identidade pessoal, Barna descobriu que adolescentes “engajados na Bíblia” em todo o mundo acreditam que a Bíblia ensina sobre viver uma vida significativa (84%), entender seu propósito (84%) e viver com sabedoria na sociedade (80%).

Barna usa o termo adolescentes engajados na Bíblia para se referir àqueles que têm uma visão “alta” da Bíblia – acreditando que é “a palavra de Deus”, “a palavra inspirada de Deus sem erros” ou “a palavra inspirada de Deus”, mas com alguns erros” – e ler a Bíblia várias vezes por semana.

A pesquisa também perguntou aos adolescentes se a Bíblia os influencia a ajudar os outros e defender a justiça e as pessoas que foram injustiçadas.

Pelo menos 42% de todos os adolescentes disseram que a Bíblia os motiva a causar um impacto positivo na vida dos outros, 44% disseram que os motiva a cuidar de pessoas que precisam de ajuda, 42% disseram que os motiva a promover ordem e justiça, e 36% disseram que isso os motiva a enfrentar os erros dos outros. Esses números são quase o dobro para adolescentes engajados na Bíblia.

Esses dados, disse Barna, “nos ajudam a entender o presente e a nos preparar para o futuro, especialmente quando estudamos os jovens que estão prontos para remodelar o mundo”.

Os adolescentes pesquisados, com idades entre 13 e 17 anos, eram dos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, quatro países da América Latina, oito países europeus, seis países da Ásia e quatro nações africanas.

A pesquisa foi realizada de julho a agosto de 2021 e fevereiro de 2022 em parceria com Alpha, Biblica, World Vision, Christian Vision, Bible Study Fellowship, Christ In Youth e a Association of Christian Schools International.

A pesquisa faz parte do projeto Geração Aberta de Barna para ajudar os líderes da igreja a entender melhor os adolescentes ao redor do mundo.

Deixe sua opinião