Recebemos este email, preservamos os nomes, e estamos postando pois talves você esteja no mesmo dilema que este rapaz!

Pergunta:

Minha história:

Acabo de sair de um estágio, completei 12 meses na empresa. Conheci uma pessoa durante estes 12 meses. A conheci desde o processe seletivo, mas nunca nos aproximamos muito ou conversamos por mais de 5 minutos. Ignorei-a por uns seis meses, evitando almoçar junto, ficar perto na mesma roda de conversa, qualquer situação que pudéssemos nos aproximar, porque eu sempre senti que ficaríamos juntos casso eu cedesse.

Fui forte, mas não o bastante, passado o tempo, me aproximei e não demorou muito, ficamos, passamos a ser muito amigos e cúmplices.

Ela é casada, mas vive em um casamento fadado ao fracasso, vive ainda neste casamento, pelo pai dela, que em um de seus desabafos o pai disse que seria uma
vergonha pra ele ter uma filha divorciada e que não a aceitaria em casa, devido a isto, ela ainda vive neste casamento, não por ela, por ninguém além de seu pai.

Ela já traiu o marido uma vez, eu sou o segundo com quem ela o traiu. Ela diz que o casamento “perfeito” só durou o primeiro ano, hoje a quatro anos casados, a três vive nesse tormento, nesse teatro. Nem relações sexuais eles mantém. Nenhuma demonstração de amor ou carinho, mau se falam, quando resolvem se falar é porque brigam.

Há três semanas, terminamos, pois decidimos que vamos ficar juntos somente quando a separação sair e ela estiver livre para se relacionar. Para tentar fazer o que é correto.

Pastor, eu sei que não deveria se quer ter me metido nessa história, mas eu amo muito ela, aconteceu, tentei fugir, mas não fui forte. Hoje, a mão de Deus tem pesado sobre mim, daí o término, desta infidelidade.

Enfim, podemos namorar, noivar e casar? Entre ela e eu, já esta decidido, estamos buscando a Deus, lendo a palavra dEle, orando e pedindo pra que seja feita a vontade de Deus.

Mas sinto medo, medo de que não possamos namorar, noivar e casar, por termos nos encontrado nesta situação.

E também, qual a posição da igreja, da Bíblia? Será possível eu, me casar com uma pessoa que já foi casada? Deus abençoa um novo casamento?

Outra duvida é… Quando um casamento acontece, fora da presença de Deus, sem a aliança dEle, este não será eterno ? Por mais que um Pastor ou Padre, diga “O que Deus uniu o homem não separa” ou que ele faça um cerimônia alegando ser uma união de Deus, mas… se esta não for a união de Deus, não haverá êxito. Não poderá ser eterno, certo?

Me aconselhe, pastor, por favor? Preciso muito de sua palavra e ajuda, tenho buscado DEUS, porém, Ele tem falado, mas eu não tenho escutado.

Encaminhamos o email ao Pr. André Lepre, que respondeu com muita sabedoria e amor!

Resposta


Querido F…,

Antes de mais nada quero deixar claro que não falarei o que você deseja ouvir, mas aquilo que Deus me instruir.

A Bíblia diz em Jeremias 17:9 que enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?
Realmente você fez a leitura correta quando diz que não deveria ter se metido nessa história. E como diz o versículo acima você foi enganado pelo seu coração. Mas, uma vez o erro cometido, é necessário retomar o equilíbrio de tudo.

Se o casamento dela está na situação que está, é ela quem tem que resolver essa questão e não você. A decisão cabe a ela e a mais ninguém. O casamento é algo instituído por Deus e quando Deus une alguém em casamento realmente o desejo de Deus é que essa união seja para sempre. Deus não abençoa um casal para que eles se separem, Deus os abençoa para que eles sejam felizes juntos. Mas Deus permitiu o divórcio devido à dureza do coração do homem, conforme está escrito em (Mateus 19:8) – Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.

No fundo, no fundo me parece que ela se esconde um pouco atrás do pai, querendo justificar suas atitudes equivocadas em cima dele, o que acho uma covardia. O certo seria ela tentar uma restauração do seu casamento. O problema é que as pessoas em algumas situações não querem fazer o que é certo, mas querem fazer o que dá certo. Você acha que seria impossível para Deus restaurar o casamento dela, caso ela desejasse? Lógico que não! É muito mais fácil hoje em dia F…, separar e arrumar outro do que restaurar o que se tem, porém se não há mais sentimento que possa justificar uma reconciliação, não há o que fazer.

Mas penso que você deve analisar bem a situação, ter noção do terreno em que está pisando e observar o comportamento dela para ver se ela irá fazer o que está dizendo ou se você será apenas mais um escape para ela, assim como foi o primeiro com quem ela traiu o marido.

Se você está sentindo que “a mão de Deus” está pesando sobre você, isso é sinal de que a sua consciência está te acusando e quando nossa consciência nos acusa é sinal de que estamos pecando.

Você pode namorar, noivar e casar com ela? Sim, pode, desde que ela esteja legalmente divorciada.
A grande questão F….. não é se ela deve ou não se divorciar, se o pai não quer que ela se divorcie. A grande questão é:
Ela é realmente a mulher que Deus escolheu para você?
Você tem essa certeza?
Você acha que se ela fosse a mulher escolhida para você, Deus teria dado a outro antes de você?

Uma coisa F….. é uma aventura, um namoro, algo sem compromisso. Outra coisa é uma vida a dois, uma vida em comum, dividindo o mesmo teto, o mesmo espaço, as mesmas dificuldades…

Meu conselho para você é:

* Não se relacione mais com ela até que essa situação esteja resolvida por ela mesma;
* Mantenha o equilíbrio, não se precipite em suas decisões;
* Busque a Deus como nunca buscou, pois ele te dará uma direção.

Conte com minha oração para que Deus o abençoe e te direcione.

Graça e Paz!

Pr. André Lepres

www.padom.com.br

Deixe sua opinião