A polícia paquistanesa libertou uma família de trabalhadores cristãos ,que estavam presos em forno de tijolo.
De acordo com uma nota de imprensa da International Christian Concern (ICC), a libertação ocorreu no dia 02 de junho, em Raiwind, Paquistão.Asghar Masih, Rehana Bibi e seus três filhos teriam sido mantidos reféns em uma olaria dentro de um forno de tijolo por Muhammad Nawaz, o proprietário muçulmano.
Segundo o ICC, Asghar escapou e informou as autoridades paquistanesas sobre o cativeiro de sua família. A polícia então invadiu a olaria e libertou as vítimas depois de prender Nawaz.
De acordo com o ICC, Nawaz violentava Rehana e sua filha mais velha varias vezes durante a prisão. Ele torturava e amarrava as vítimas para impedi-los de escapar.
ICC disse que, Asghar mostrou a organização os ferimentos no pescoço, tornozelos e pulsos por causa de estar preso por vàrias horas.
Nawaz negou as acusações em um comunicado a ICC, mas Muhammad Mujahid, um trabalhador da olaria e um testemunha ocular, confirmaram que a família cristã era mantida como refém por mais de um ano.
Segundo o ICC, no Paquistão os proprietários da olaria de tijolo mantem como reféns os trabalhadores,que não pagam seus empréstimos. No entanto, Mujahid disse que a família cristã não tinha nenhuma divida.
O gerente regional da ICC do Sul da Ásia, Jonathan Racho, disse em um comunicado à imprensa, “O sofrimento desta família cristã salienta a vitimização das minorias cristãs no Paquistão. Os cristãos paquistaneses são tratados como cidadãos de terceira classe em seu próprio país, simplesmente por causa de sua fé. Pedimos a autoridades paquistanesas para libertar as vítimas. Apelamos aos funcionários vigilante proteger os direitos das minorias religiosas no Paquistão. ”

ICC é uma organização de direitos humanos que existe para ajudar os cristãos perseguidos no mundo inteiro.

Tradução: Portal Padom
Christian Telegraph /Portal Padom

Deixe sua opinião