Pastor iraniano é condenado à morte por ‘crimes contra Deus’

0
177

Noticias Gospel – Um pastor do Irã foi preso depois que forças de segurança iraniana invadiram a sua casa e confiscaram o seu material cristão.

De acordo com Christian Solidarity Worldwide (CSW, por sua sigla em Inglês), o pastor Matthias Haghnejad foi preso no dia 5 de julho por cometer “Moharebeh”, ou seja, “crimes contra Deus” e enfrenta a pena de morte.

Estas acusações constituem em um preocupante aumento da campanha do Irã contra os cristãos, acrescentando um novo esquema sinistro do regime de violações a liberdade religiosa”, disse o presidente executivo da CSW Mervyn Thomas.

pastor-Matthias-Haghnejad-condenado-morte“O fato de que o Irã continua cometendo graves violações dos direitos humanos, incluindo as execuções sem o devido processo e acusações vagas, buscando ao mesmo tempo melhorar suas relações com outras nações, é um assunto de máxima preocupação”, continuou Thomas.

“A comunidade internacional deve insistir em melhorias visíveis e consistentes em matéria de direitos humanos, e em  defesa dos direitos previstos nas convenções internacionais das quais o Irã é signatário, como pontos de referencia para melhorar as relações bilaterais e multilaterais”, acrescentou.

O código penal Islâmico de 2013 proíbe a pena de morte por Moharabeh.

No entanto, sob a administração do presidente Hassan Rouhani, neste ano oito homens foram executados por terem cometido tal delito, incluído o ativista dos direitos culturais, Hashem Shaabani e Hadi Rashedi.

Outras acusações contra o regime islâmico indica que alguns foram torturados e forçados a fazer falsas confissões, além de negarem apoio jurídico e submeter os acusados a um julgamento injusto e sem testemunhas.

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui