O perigo de ser prisioneiro da língua solta

0
253

linguarudoA língua é fonte de vida ou cova de morte. É árvore frutífera que alimenta ou espinheiro que fere; é medicina que cura ou veneno que mata. Como o leme de um navio, pode dirigi-lo em segurança pelos mares da vida ou lançá-lo sobre os rochedos das intrigas.

A língua é como uma fagulha que incendeia toda uma floresta. Um comentário maledicente é como lançar um saco de penas do alto de uma montanha. É impossível recolhê-las. Quem domina a sua língua, porém, governa todo o seu corpo. Quem refreia a sua língua, abre largas avenidas para uma vida felicidade!

por: Hernandes Dias Lopes

Portal Padom

Deixe sua opinião

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui