[email protected]_ir
[email protected]_ir

Apesar de o Irã acreditar que a Internet exerce uma influência corruptora e venenosa em seus habitantes, o aiatolá Seyyed Ali Hosseini Khamenei abriu uma conta no Instagram, que é uma aplicação gratuita de compartilhamento de fotos.

Algumas imagens do líder já foram postadas, em uma delas aparece com funcionários do governo, incluindo o seu rival político, o presidente Mahmoud Ahmadineyad, rezando no Alcorão.

O aiatolá de 73 anos de idade que chegou ao poder espiritual do Irã em 1989, já tem mais de 200 seguidores em seu perfil no Istagram, e no twitter mais de 4.500 seguidores.

A influência da Internet e das redes sociais sempre foram criticadas pelos líderes do país, que procuram estabelecer a sua própria rede nacional de informação, um sistema fechado, que funciona como uma Intranet na República Islâmica.

Três anos atrás, o governo bloqueou os serviços de internet em todo o país, especialmente no Teerã, depois que o Twitter e outras redes sociais foram usadas para organizar protestos em massa.

Recentemente foi divulgado em um importante evento islâmico na Rússia, que os muçulmanos pretendem usar os meios de comunicação inclusive as redes sociais para difundir o islamismo e mostrar uma imagem positiva dessa fé. 

Portal Padom

Deixe sua opinião