Neemias: 6:3(a) – Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer;

Neemias estava entre os judeus que ainda moravam fora do seu país, 90 anos depois da volta de Zorobabel para reconstruir o templo e povoar novamente a cidade de Jerusalém.

Neemias era copeiro do rei Artaxerxes (Rei da Pérsia). Era um homem respeitado pelo homem mais poderoso do mundo até aquele momento. Hanani (seu irmão) viajou cerca de 1.600 quilômetros de Jerusalém a Susã para visitar Neemias. As notícias que ele levou entristeceram Neemias. Hanani contou acerca das necessidades do povo e da cidade. O povo de Jerusalém encontrava-se numa situação precária, de constante insegurança, sujeito às agressões dos povos circunvizinhos à cidade.

Neemias, então, teve um sonho: “Reconstruir os muros de sua nação”. E isso me faz entender que depois de uma triste notícia, de uma grande perda, de um grande desastre, novos sonhos podem surgir para uma grande obra.

Uma nação sem muros é uma nação sem dono. É uma nação que não põe limites aos seus vizinhos e aos seus possíveis inimigos. Todos nós temos sonhos, e tomamos decisões em nossas vidas baseado nos sonhos que temos.

O que seria um sonho?

Segundo um escritor, “sonho é a imagem mental das coisas como serão no futuro e que hoje não são”. E muito desses sonhos acabam se transformando na visão do propósito de Deus para nossas vidas.

Neemias, extremamente preocupado com o bem-estar dos seus parentes e compatriotas, chorou, jejuou e orou ao Senhor. Ele baseou suas petições nas grandes promessas de Deus, certo da fidelidade de Deus em cumprir a sua palavra. Pediu que Deus estivesse com ele diante do rei da Pérsia.

Cada visão que temos sempre nasce de uma necessidade e traz consigo uma maior importância aos detalhes da nossa vida. Ou seja , quando começamos sentir a rotina pesando sobre os nossos ombros e sentimos a necessidade de uma mudança, na verdade estamos gerando em nosso ventre espiritual uma visão acerca do propósito de Deus.

Neemias queria reedificar os muros de sua nação porque os muros representavam a segurança física, política e espiritual de seu povo. Ou seja, ter um muro grande e bem resistente naquela época era como dizer às outras nações acerca do seu deus, seu estado político e seu estado físico.

Uma nação que se volta contra Deus perde sua segurança e sua moral. Uma nação sem muros é uma nação frágil e vulnerável. Todas as vezes que nos afastamos ou nos voltamos contra Deus, os muros de sustentação e de limites da nossa vida vão abaixo. Foi o que aconteceu com Israel e pode acontece com qualquer um hoje em dia, seja no campo pessoal, ministerial ou coletivo.

A história de Neemias é um exemplo vivo de alguém que um dia quis mais do que construir. Neemias quis reconstruir.

Reconstruir é bem mais difícil do que construir. Você já tentou desarmar e arma de novo um guarda-roupa pelo menos umas três vezes? Na segunda tentativa os buracos dos parafusos já estão dilatados não dando firmeza aos parafusos, os encaixes de plástico já não têm mais a mesma firmeza, o alinhamento das portas já não fica correto…

É preciso muita força de vontade e determinação para conseguir deixar do mesmo jeito que antes e em condições mínimas de uso.

Leia também!  É pecado ver televisão?

Assim é com a nossa vida. É preciso muita força de vontade, perseverança, objetivo traçado e confiança em Deus para reconstruirmos em nossa vida aquilo que um dia já esteve de pé.

A história de Neemias se confunde com a nossa história.

  • Quem nunca teve sonhos e projetos que por alguma circunstância da vida desmoronou?
  • Quem nunca amou algo de maneira tão intensa quanto Neemias amava a cidade santa e por uma invasão do inimigo através de brechas que demos não viu desmoronar sua casa, sua família, sua vida?

Na vida sempre será necessário reconstruirmos alguma coisa. Sempre teremos que levantar as muralhas que vão cercar as conquistas que Deus nos concederá. A luta é difícil, mas a vitória, porém, é dos que lutam, dos que assumem compromisso com Deus, que cumprem com o compromisso e que confia em Deus o suficiente para fazer alguma coisa.

Muitas vezes não vemos a manifestação de Deus em nossas vidas porque nossos altares estão destruídos e nossas vidas desprotegidas porque estamos sem muros. Neemias queria restaurar mais do que altares e muros, Neemias queria restaurar a fé de seu povo em Deus, e por sua vez, quando a fé desse povo estivesse restaurada, Deus se manifestaria novamente a essa nação.

Não há milagres sem restauração. Só é atacado quem está determinado a reconstruir!

Não há como enxergarmos o mover sobrenatural de Deus se nossa cidade (nossa vida) está vulnerável aos ataques do inimigo.

Se nossa cidade não tem muros logo por sua vez, não tem dono. E não tendo dono, logo, essa cidade é vulnerável e se torna um atrativo para o inferno.

A única coisa que o diabo espera de nós, é a brecha que podemos abrir com ações ou palavras para que ele tenha legalidade sobre a nossa vida.

Muitas pessoas hoje em dia, e principalmente os cristãos evangélicos estão sendo derrotados porque desconhecem uma verdade bíblica: O DIABO NÃO TEM AUTORIDADE SOBRE A SUA VIDA!

O que ele consegue é legalidade em cima das brechas que nós mesmos damos.

Muitas vezes não alcançamos as vitorias, porque damos legalidade a satanás para que ele domine.

Por exemplo:

  • Nos relacionamentos mal resolvidos;
  • No seio familiar através de musicas que ouvimos programações na televisão, filmes que assistimos ou sites que navegamos e que nos tiram do foco de uma vida abençoada;
  • Sobre palavras de maldições que recebemos, e decidimos crer mais nessas palavras que na palavra de Deus.

Todas essas coisas dão legalidade a satanás. Muitas vezes Deus quer nos abençoar, porém Ele encontra fortalezas em nossas vidas que impedem o agir de Deus. Porque as nossas armas não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; II Coríntios 10: 4 e 5.

E é exatamente isso que Deus quer fazer nesses dias. Dar-nos armas poderosas para destruir fortalezas e reedificar os altares quebrados e muros destruídos que impendem os milagres em nossa vida. Os milagres acontecerão à medida que nossos muros forem reedificados.

Neemias foi um notável homem de Deus, um grande líder e exemplo para seus contemporâneos e também para os nossos dias de hoje.  Neemias é o inverso daquelas pessoas que nada fazem e esperam ser vitoriosos na vida.  Neemias foi alguém que quis se comprometer com Deus e não somente se comprometeu como cumpriu com o compromisso.

Leia também!  Palavra De Deus Para Você Hoje

Que tipo de atitudes podemos ressaltar em Neemias dentro do processo de reconstrução das muralhas de Jerusalém?

1a. Largou o conforto do palácio e foi para o campo de batalha:

Ficar em casa sentadinho no sofá, tomando coca-cola e vendo um bom filme é muito bom não é?

Mas ficando a vida toda nos sofá não construiremos ou reconstruiremos nada. Neemias tinha um relativo conforto no palácio do rei, era copeiro, servia na bandeja, não trabalhava em serviços forçados, era respeitado pelo rei. Neemias podia muito bem ficar “sentadinho no seu sofá” e deixar tudo como estava. Pelo contrário, ele resolveu sair do conforto do palácio e ir para o campo de batalha para batalhar pelo seu sonho e para fazer cessar o sofrimento de seus irmãos.

É tempo de deixarmos o “nosso palácios” (das quatro paredes que nos cercam) e começar a sentir a dor daqueles que estão na nossa “província” (mundo) em sofrimento e miséria!

Só conquista vitória quem vai para o campo!

2ª. Trocou a bandeja pela pá, picareta, enxada, prumo, marreta…:

Não tem como sair do palácio em direção ao campo de batalha levando a bandeja. Quando estamos nos palácio nós somos servidos, mas quando vamos para co campo de batalha temos que levar as armas e as ferramentas. Muros são construídos e fendas são tapadas com ferramentas!

Fomos chamados para servir.  (Mateus 20:28) – Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

Você foi chamado para ser:

  • O melhor marido
  • A melhor esposa
  • O melhor amigo
  • O melhor filho
  • O melhor pai
  • A melhor mãe
  • O melhor servo de Deus

3ª. Neemias não deu ouvidos às vozes estranhas:

Ao chegar a Jerusalém Neemias sofreu a oposição dos aproveitadores do seu povo e da situação de caos. Algumas pessoas se aproveitam das nossas situações de caos, e tentam de todas as formas impedirem que nos reerguermos.

Sambalate, Tobias e Gesem são as representações dessas pessoas. Que não fazem nada para ajudar, que não constroem que não reconstroem que não estendem a mão, mas que ficam apenas aproveitando-se do sofrimento alheio.

Eles tentaram armar uma emboscada para Neemias no versículo (Neemias 6:2) – Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, e congreguemo-nos juntamente nas aldeias, no vale de Ono. Porém intentavam fazer-me mal.

Mas não adiantou porque Neemias tinha um objetivo a ser alcançado e por nada iria desviar-se dele. E respondeu Neemias: 6:3 – Faço uma grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?  

Não se desvie dos seus objetivos em Deus porque Ele te ajudará nesse processo.

Não perca tempo com quem não lhe acrescenta nada, pelo contrário, tenta apenas tomar alguma coisa de você.

4a. Neemias confiou em Deus:

Lançaram boatos, mentiras e contendas acerca da intenção de Neemias, mas ele permaneceu firme no seu propósito. Ele não ligou para as calúnias que levantaram contra ele. Ele permaneceu seguindo em frente. Ele confiou em Deus porque sabia que estava na direção de Deus.

(Neemias 6:6) – E na qual estava escrito: Entre os gentios se ouviu, e Gesem diz: Tu e os judeus intentais rebelar-vos, então edificas o muro; e tu te farás rei deles segundo estas palavras; (Neemias 6:13) – Para isto o subornaram, para me atemorizar, e para que assim fizesse, e pecasse, para que tivessem alguma causa para me infamarem, e assim me vituperarem.

Siga em frente. Deus está contigo!

Leia também!  Aceitar o rosto do outro

5a. Neemias não fugiu da batalha:

Ameaçaram Neemias e tentaram retirá-lo da batalha e no versículo 10 diz (Neemias 6:10) – E, entrando eu em casa de Semaías, filho de Delaías, o filho de Meetabel (que estava encerrado), disse ele: Vamos juntamente à casa de Deus, ao meio do templo, e fechemos as portas do templo; porque virão matar-te; sim, de noite virão matar-te.

Mas Neemias respondeu (Neemias 6:11) – Porém eu disse: Um homem como eu fugiria? E quem há como eu, que entre no templo para que viva? De maneira nenhuma entrarei.

Fugir do campo de batalha onde Deus lhe colocou significa abrir mão da sua vitória. Neemias não fugiu, nem se atemorizou. Ele disse: “Não vou fugir…” “Vou encarar…”

O que muitas pessoas precisam é encarar as situações de frente e não ficarem se escondendo atrás dos templos.

Enfrente os seus problemas e você verá que Deus te abençoará te dará estratégias para casa situação e o nome Dele será glorificado na sua vida.

Quais lições podemos extrair dessas atitudes de Neemias?

1a. O conforto do palácio é muito bom, porém, nos dá a falsa impressão de que somos inatingíveis.

2ª. A bandeja nos serve, mas Deus nos chamou para servir.

3ª. A voz do homem pode parecer bonita, mas não significa que fale a vontade de Deus. Por isso, temos de tomar cuidado. Há muitas vozes que falam conosco dizendo ser de Deus, mas não são. São vozes humanas que manifestam o desejo do coração humano. Temos de estar com os ouvidos ligados no Espírito Santo para discernir entre a voz de Deus e a do inimigo. Tenhamos cuidado, porque o diabo tenta falar aos nossos ouvidos, mas em lugar de dar atenção à sua voz, é necessário repreendê-lo em nome de Jesus e pela Palavra de Deus. Só assim será possível evitar desastres na vida cristã.

4a. Confiar implica depositar toda sua esperança nas mãos de alguém. Na vida cristã, significa entregar-se 100% nas mãos de Deus, principalmente nos momentos que imaginamos ter a solução para os problemas. Nossos planos podem não ser os planos de Deus, nossos caminhos podem não ser os de Deus. Por isso, temos que entregar tudo em Suas mãos. Só Ele é onisciente, onipotente e onipresente.

5a. A vida é uma guerra constante e a vitória só pertence àqueles que perseveram até o fim. Não é fácil, mas, necessário. Os que viram as costas para o inimigo tornam-se alvos fáceis de ser alvejados e sem chance de se desviar das setas lançadas. Por isso, o melhor caminho é sempre enfrentar as adversidades de frente e não fugir.

Por sua firmeza, Neemias traz grandes lições para o cristão nos dias de hoje. Seus princípios de liderança são ferramentas importantes para os querem reconstruir alguma coisa em sua vida. (Neemias 6:15) – Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de Elul; em cinqüenta e dois dias.

Aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até ao dia de Jesus Cristo (Fp. 1.6)

Nele, por Ele, para Ele.

Pr. André Lepre

Deixe sua opinião