Mosaico antigo descreve Jesus Cristo como um “Deus”

Um mosaico da época do Império Romano, que descreve Jesus Cristo como Deus, foi revelado em Israel,

Um mosaico da época do Império Romano, que descreve Jesus Cristo como Deus, foi revelado em Israel, tornando-se um dos primeiros registros da divindade de Cristo nos primeiros séculos da era cristã.

O mosaico data de 230 dC da era cristã primitiva e tem três inscrições no grego antigo, uma das quais menciona explicitamente a Jesus como uma divindade.

A peça foi descoberta em 2005, dentro dos terrenos de uma prisão perto da aldeia de Othnay, na região de Megiddo, os estudos dessas descobertas são realizados pela Autoridade de Antiguidades de Israel e pela Universidade de Tel Aviv.

Aparentemente, o mosaico era parte do chão do que se acredita ser uma igreja que funcionava em uma casa. Só agora será aberto ao público.

As três inscrições diziam: “Akeptous, que ama a Deus, que ofereceu a mesa ao Senhor Jesus Cristo como memorial”.

Akeptous é o nome de uma mulher que doou sua mesa para a celebração do jantar, explicam os arqueólogos. O mosaico era como uma “placa de homenagem”.

O Dr. Yotam Tepper, da Universidade de Haifa, que liderou a escavação, explica que o mosaico provavelmente faz parte de uma sala de oração no lar de uma família cristã. Como costumava na época, essas casas eram o centro da comunidade cristã antes que os primeiros templos cristãos fossem construídos no século IV.

Imagens de peixes, um dos símbolos cristãos mais comuns na Igreja primitiva, também estão presentes no mosaico. O ‘Icthys’ (termo grego para ‘peixe’) foi usado como uma mensagem criptografada em um período em que houve perseguição crescente. O acrônimo usa as letras iniciais da frase grega: “Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador”.

Também se acredita que a descoberta deste mosaico ajuda a mostrar que, embora tradicionalmente hostis ao culto cristão, havia tolerância naquela aldeia localizada em um campo militar romano.

Aqui, os romanos tinham até oficiais cristãos“, disse Tepper. “A perseguição pode ter sido exagerada ou começou mais tarde aqui”.

Há indícios de que o doador do mosaico teria sido um centurião romano chamado Gaianus, também chamado de “Porophrius, nosso irmão”.

O “reconhecimento” da divindade de Jesus só foi oficializado pela igreja no Concílio de Nicea, em 325 DC.

 

Deixe sua opinião