Início Noticias Gospel Ciência/Tecnologia Menina de 9 anos com QI acima de Einstein ingressou na Ciência...

Menina de 9 anos com QI acima de Einstein ingressou na Ciência Espacial da NASA

Menina mexicana de 9 anos com QI acima de Einstein, diz que quer mudar o mundo, por isso ingressou na Ciência Espacial da NASA

189

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

Uma criança gênio de 9 anos que já está na universidade disse a jornalistas que ‘quer ser astronauta para mudar o mundo’.

Adhara Pérez Sánchez, que é mexicana, atualmente estuda engenharia de sistemas e matemática na CNCI, uma universidade mexicana, e foi testada para mostrar que tem um QI de 162 , que alguns acreditam ser potencialmente superior ao do famoso físico Albert Einstein. Ela já foi até convidada pelo Programa de Aeronáutica do Alabama e para estudar Ciências Espaciais na NASA .

A inteligência da jovem é notada no México há algum tempo e ela até apareceu na revista Forbes como “uma das mulheres mais poderosas do México”. Seus pais dizem que ela faz testes de QI e se interessa por física e matemática desde muito jovem.

Aos 3 anos, Adhara foi diagnosticada com autismo e seus pais dizem que ela foi condenada ao ostracismo por ser diferente. O bullying a fez cair em uma depressão que só se dissipou quando ela pôde aplicar sua inteligência em seus estudos e ambições mais elevadas.

Ela até escreveu um livro sobre ser intimidada e conquistar por meio da perseverança.

Ela disse aos repórteres :

“Não desista, e se você não gosta de onde está, comece a planejar onde quer estar!”

Muitas crianças gênios conseguiram grandes feitos, enquanto outros, muitas vezes por acharem difícil se encaixar devido à sua alta inteligência e interesses de nicho, caíram na obscuridade. Espera-se que Adhara se mantenha em seus estudos e, por meio do cultivo de sua família e instituições de ensino, alcance suas ambições.

Adhara está atualmente no processo de criação de um dispositivo para ajudar crianças autistas.

“Estou fazendo uma pulseira que mede as emoções das crianças e então os pais poderão ver que emoção seus filhos têm verificando um telefone, tablet ou computador”, disse Adhara.

Deixe sua opinião