JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗

binUma campanha antiterrorismo foi relançada nos Estados Unidos esta semana, a fim de “alertar a população sobre o significado do jihad (guerra santa)“. O material utilizado nesta campanha se baseia em 10 frases sobre o jihad muçulmano que os terroristas dizem que estão em marcha e recorrem a ela para justificar suas ações.

Os anúncios foram colocados nos ônibus: “O objetivo desta campanha é mostrar a realidade do jihad, as causas do terrorismo. Mostramos o preço exato dos que eles dizem“, disse Pamela Geller, do Instituto para Defesa e da Liberdade, que está por trás desta iniciativa.

Entre as frases usadas na campanha antiterrorismo são: “Matar judeus é uma forma de adoração que nos aproxima de Deus.” Outra diz: “Atirar, recarregar, atirar novamente, e grita Allah Akbar [Deus é grande]”.

Obviamente, esta campanha está provocando um debate sobre onde está a linha entre “liberdade de expressão” e “discurso de ódio”.

Vários líderes religiosos condenaram a campanha que foi qualificada como “fanatismo islamfóbico.” Geller se defendeu, recordando de uma recente campanha publicitária em ônibus em que o Conselho de Relações Americano-Islâmicas, tentou mostrar que a palavra “jihad” não justifica a violência, mas lembrou da “luta pela defesa da fé”,  é um princípio central do Islã.

Portal Padom

Traduzido e adaptado de CBS

Deixe sua opinião

JUNTE-SE AO NOSSO GRUPO no Telegram ou WhatsApp. Oferecemos o que há de mais relevante em notícias e conteúdo cristão 🤗