Uma pesquisa realizada no ano passado em 65 países que abrangeu cerca de 66.806 pessoas e que foi divulgada neste fim de semana, revela que a religião continua sendo importante para a maioria das pessoas em quase todo o mundo, além de ser positiva para a sociedade.

religião-cristãoA mais de um século da profecia de Friedrich Niestzche sobre a “morte de Deus”, pelo avanço da modernidade, o prognóstico continua sem se cumprir.

A WIN Internacional demonstra que em um nível global, 59% dos entrevistados acreditam que a religião é positiva, enquanto 22% a considera negativa e o 14% acreditam que ela não desempenha nenhum papel importante sobre a sociedade.

A pesquisa revela, no entanto, diferenças marcantes entre regiões do planeta e inclusive em países de uma mesma região e com culturas e tradições similares. A maioria das opiniões positivas foram da África (76% contra 11% negativas), e nos países do Oriente Médio e Norte da África (71%  contra 21% negativa) e as Américas (68% contra 14% negativas). Em seguida a Ásia (60% contra 23%) e Europa Oriental (54% contra 21%). Em último lugar aparece a Europa Ocidental, sendo o local onde a religião é menos apreciada e onde existem mais opiniões adversas contra ela (36% positiva, 32% negativa e 26% não desempenha nenhum papel importante para a religião).

A religião não colhe uma grande quantidade de opiniões favoráveis nos países nórdicos, onde a grande maioria da população é luterana. Por exemplo, na Dinamarca 23% dos consultados acreditam que a religião tem um papel positivo, enquanto 59% avaliaram como negativa.

E dois dos membros latinos da União Europeia mostraram um interessante contraste. Na Itália (com 80% católico), 52% dos entrevistados acreditam que a religião é positiva para a sociedade e 25% a consideram negativa, enquanto na Espanha as porcentagens se invertem 50% negativa e somente 28% positiva.

No Brasil, 80% da população acredita que a religião desempenha um papel importante na sociedade.

Portal Padom

Deixe sua opinião