Em dezembro do ano passado, a polícia descobriu na cidade de Americana, SP, uma falsa igreja, onde os participantes adoram a maconha. O proprietário da suposta igreja, foi preso por trafico de drogas, mas foi posto em liberdade em seguida.

Esta semana, Geraldo Batista, fundador da “Igreja da Maconha”, deu uma entrevista à TV UOL para discutir suas crenças, onde ele disse que a “erva” é mencionado na Bíblia, tanto no Antigo e Novo Testamento.

“É uma planta sagrada, porque permeia as Escrituras… O primeiro milagre que Jesus realizou utilizou a maconha para converter a água em vinho. Você sabe qual era o nome da cidade? Canaã. A cidade da maconha”, disse Batista para justificar suas crenças de que a maconha é usada na Palavra de Deus.

O “ras” da seita rastafári vai mais longe e diz que “todos os milagres que Jesus realizou estava usando maconha“. Batista afirma que as plantações de maconha não estão à venda, são apenas para rituais de sua igreja e para o consumo de seus fiéis. Por essa razão querem usar a lei para o Departamento de Justiça, liberar o Santo Daime e o uso da maconha para fins religiosos.

Aqui está um vídeo onde mostra a polícia encontrando 32 plantas de maconha na falsa igreja, que usava para consumo


Portal Padom

Deixe sua opinião