Há no coração do homem um anseio insopitável de liberdade. Deus criou o homem para ser livre e ele se rebela contra qualquer tentativa para escravizá-lo. O que acontece com o indivíduo, acontece também com os povos. Para conseguir sua vida independente, as nações sempre lutaram e derramaram o sangue generoso dos seus filhos.

Esse desejo de liberdade se acha muito bem expresso no estribilho do nosso Hino à Proclamação da República:

– Liberdade! Liberdade!
– Abre as asas sobre nós!
– Das lutas na tempestade
– Dá que ouçamos tua voz!

Todavia, não basta que tenhamos liberdade política, econômica e social, É preciso ir além. É preciso conquistar a liberdade da alma, a maior das liberdades. Jesus Cristo, falando ao povo dos seus dias, referiu-se a essa liberdade e declarou que Ele e só Ele pode dar ao homem a libertação completa do pior dos jugos – o jugo do pecado. São estas as palavras de Jesus: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” Evangelho de S. João, capítulo 8, versículo 36.

Estamos comemorando mais um ano da nossa gloriosa Independência. À margem do Ipiranga, nosso Imperador, D. Pedro I, bradou corajosamente: “Independência ou Morte.” Damos graças a Deus porque desde 7 de setembro de 1822 somos uma nação livre. Mas para que essa liberdade seja completa é preciso que cada brasileiro possa proclamar a sua independência espiritual pela aceitação de Cristo como Salvador. Para isso Ele veio ao mundo e morreu na cruz, com o fim de proclamar ao homem esta mensagem de esperança:

INDEPENDÊNCIA E VIDA !
Não há mais necessidade de proclamar “Independência ou Morte.” Por sua morte na cruz, Jesus cristo já nos deu essa independência. Agora você pode Ter Independência e Vida. Libertação do pecado e uma vida nova e abundante que Cristo traz a todo que o recebe numa fé pessoal. Ele disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” Evangelho de S. João, capítulo 10, versículo 10.

Se você deseja experimentar essa independência real e essa vida maravilhosa, basta que faça esta oração: “Senhor Jesus, agradeço-te por me haveres libertado do pecado por tua morte na cruz. Eu te aceito como meu Salvador e te peço que entres no meu coração e daqui por diante sejais o Senhor da minha vida. Amém”.

Walter KASCHEL

Deixe sua opinião