Fortaleza de mais de dois mil anos atrás usada pelos judeus dos Judeus é encontrada

Noticias gospel – Arqueólogos disseram ter encontrado os resquícios de uma antiga fortaleza grega que já foi um centro de poder em Jerusalém e um bastião usado para conter uma rebelião judaica.

60yzjd1wz67lbr8hpzr3yhb8kHá muito tempo, os pesquisadores discutem a atual localização da cidade de Acra, construída a cerca de mais de dois mil anos atrás por Antíoco Epifânio, rei do império selêucida helênico. Muitos afirmam que ocupava o local onde hoje se encontra a Cidade Velha de Jerusalém, junto à colina onde dois templos judeus estiveram no passado e que hoje abriga o complexo da mesquita de Al-Aqsa.

Mas os restos desenterrados pela Autoridade de Antiguidades de Israel e tornados públicos nesta terça-feira (03), estão do lado de fora dos muros da Cidade Velha e dão vista para um vale ao sul, uma área na qual, segundo os arqueólogos, a construção de Jerusalém se concentrou nos tempos do rei bíblico David.

Antíoco, que viveu entre 215 e 164 a.C., escolheu o local para Acra para poder controlar a cidade e monitorar a atividade no templo judeu, afirmou Doron Ben-Ami, que liderou a escavação.

Em uma área, eles descobriram pedras de uma seção de uma grande parede, a base de uma torre e um aterro em declive de fins defensivos que artefatos próximos, como moedas e alças de jarras de vinho, sugerem terem pertencido ao tempo de Antíoco.

Pedras de estilingue de chumbo e pontas de flecha de bronze do período também foram encontradas, talvez remanescentes de batalhas entre forças pró-Grécia e rebeldes judeus que tentavam tomar a fortaleza.

“Este é um exemplo raro de como rochas, moedas e terra podem se juntar em um episódio arqueológico para abordar realidades históricas específicas da cidade de Jerusalém”, afirmou Ben-Ami.

A localização de Acra foi mencionada vagamente em pelo menos dois textos antigos, no livro apócrifo dos Macabeus, que trata da rebelião, e um relato escrito do historiador Flávio Josefo.

 

Portal Padom

 

Fonte Reuters

 

Deixe sua opinião