A Bíblia relata a história de alguém que foi habitar uma terra estrangeira e lá se esqueceu do Deus que havia conhecido:

“E aconteceu no mesmo tempo que Judá desceu de entre seus irmãos e entrou na casa de um homem de Adulão, cujo nome era Hira, E viu Judá ali a filha de um homem cananeu, cujo nome era Sua; e tomou-a por mulher, e a possuiu.” (Gênesis 38:1-2)

FUGINDO DA FACE DO SENHOR

Frequentemente observamos na igreja pessoas que foram doutrinadas no caminho do Senhor, mas resolveram abandonar tudo para viverem aventuras perigosas. Sabemos que para alguém se converter é necessário que Deus a eleja e estendemos que nem todos os filhos serão servos do Senhor assim como os pais.
No entanto, percebemos pessoas que não se contentaram em apenas não se converterem, mas parecem fugir da total presença de Deus. Acham que estar longe da Palavra, as deixarão livres para fazer os seus maiores pecados sem que ninguém os veja e conseqüentemente os recrimine.
Geralmente as pessoas esquecem que o Senhor está em todos os mínimos lugares, assim como diz o salmista “Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.” (Sl 139:7-8). 
Aqueles que abandonam os caminhos do Senhor, independente se são convertidas ou não, sabem que a mensagem bíblica é a melhor maneira de se conviver em sociedade, longe de brigas e outras confusões. Porém, decidem que não querem mais olhar para a face de Deus, fecham os olhos e acham que dessa forma o Todo-Poderoso vai sair de sua presença.
 UM ERRO PRA VIDA TODA
Judá fez absolutamente o contrário de como agiu seu pai e os outros patriarcas, resolveu procurar uma mulher que não servia ao Deus de Israel, uma mulher cananéia. Esse acontecimento foi crucial para o desastre familiar no qual passou.
O seu casamento já começou errado ao buscar um relacionamento com alguém que não cria no mesmo Deus no qual ele ouviu falar desde criança, conseqüentemente os seus filhos foram rebeldes e transgressores e posteriormente ele passou a agir como os povos onde estava habitando, chegando inclusive a se usufruir de prostituição.
INCENTIVANDO O ERRO
Não compreendo como hoje existem pastores que permitam abertamente que uma pessoa que se diz crente case com alguém que é descrente. Com certeza o Senhor irá cobrar desses pastores todos os relacionamentos familiares destruídos por agirem com tanta negligência, pois a casa vez que leio as Escrituras vejo como o Senhor declarou com firmeza que abomina totalmente essas relações.
Creio que é melhor morrer sem se casar com ninguém do que viver sabendo que o Senhor não abençoa aquele matrimônio. Pois, Deus é quem inventou o casamento foi Ele quem institui as regras de como viver maritalmente, então, como alguém acha que vai conseguir ser bem sucedido se o Senhor não se agrada daquilo. Podemos até ser um pouco mais incisivos a dizer que o relacionamento com um descrente é uma manifestação de repúdio a própria lei do Senhor.
Lembre-se:
Não existe lugar onde Deus não está, por isso o melhor é ser guiado por Ele em todos os momentos da vida. Certamente um relacionamento que age dessa forma será agradável a Deus.
Bíblia Center / Portal Padom

Deixe sua opinião